02 de maro de 2021
Campo Grande 33º 21º

Prefeitura e Solurb apontam trégua para evitar nova ‘crise do lixo’

Parece que a guerra entre a Prefeitura de Campo Grande e o consórcio CG Solurb está chegando ao fim, ou pelo menos está entrando em uma trégua. A empresa se reuniu com o executivo municipal ontem (29) e prometeu pagar o salário dos funcionários até o quinto dia útil, evitando uma possível nova paralisação de funcionários. 

Em contrapartida, a Prefeitura entregará uma programação de pagamentos dos valores atrasados ao consórcio e se reunirá nesta sexta-feira (2) novamente com a CG Solurb. No mês de setembro a empresa e a Prefeitura travaram uma batalha e o lixo ficou espalhado na cidade por mais de 10 dias, causando problemas de saúde na população, suejira por todas as regiões da cidade, devido à falta de pagamento dos salários dos funcionários da empresa, justificada pela falta de repasse da prefeitura. 

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) durante evento hoje (30) realizado no auditório do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande) afirmou que a ‘relação’ com a CG Solurb está melhor, mas não deixou de alfinetar quem na visão dele, acredita ‘plantar a crise do lixo’. “Estamos caminhando para tirar Campo Grande da lama e do lixo. Não vamos permitir que um ou outro empresário que se acha acima de tudo e de todos cause uma crise, vamos sair vitoriosos e vencer esses problemas”, disse Bernal de forma otimista durante discurso no IMPCG. 

A empresa justificou a paralisação pelo atraso no salário do mês de agosto com o município ‘devendo’ a Solurb em torno de R$ 23,7 milhões além do reajuste atrasado de 14 meses.