26 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 24º

Sessão é suspensa para leitura do relatório da CPI do Calote

Diana Christie e Heloísa Lazarini

A sessão da Câmara Municipal foi suspensa hoje para a leitura do relatório da CPI (Comissão Parlamentar de inquérito) do Calote. O documento elaborado pelo vereador Elizeu Dionísio possui 127 páginas e apresenta denúncias contra administração do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

O relatório começa com a denúncia da empresária Luciene da Silva Ferreira, proprietária da empresa RDM, que alega ter para receber da prefeitura o valor de R$ 1,4 milhões. A companhia responsável pela cobrança de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) na Capital estaria sem receber desde janeiro deste ano.

O vereador Elizeu Dionísio destacou que os documentos enviados pela Salute, empresa que distribui a merenda dos Ceinfs (Centros de Educação infantil), são insuficientes. Segundo o parlamentar, há documentos duplicados e faltam notas fiscais.

A CPI do Calote é composta pelos vereadores Paulo Siufi (PMDB), Elizeu Dionísio (PSL), Chiquinho Telles (PSD), Marcos Alex (PT) e Otávio Trad (PTdoB).

Bastidores

O plenarinho está lotado de parlamentares e populares. Também estão presentes os secretários municipais Wanderley Bem Hur (Finanças e Planejamento) e Ricardo Ballock (Administração), além de toda a equipe da assessoria de comunicação do prefeito, Alcides Bernal.

De acordo com a vereadora Grazielle Machado (PR), a parlamentar da base do prefeito na Câmara, Luiza Ribeiro (PPS), deixou o plenarinho para acompanhar as movimentações de seu gabinete, pois lá seria “mais confortável”, já que não precisará ficar em pé e também terá “frutinhas”.