13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Após colisão, motoristas aguardam mais de quatro horas por perícia

A- A+

Por volta das 11h40 de hoje, um Fiat Siena, placa NRS 4665, conduzido pelo advogado Constantino Amâncio Pereira, 66, colidiu com um ônibus do Consórcio Guaicurus, placa HRO 8749, conduzido por Amarildo Souza Silva, 50, na Rua Brilhante com a Dr. Mário Quintanilha, em Campo Grande.

Mesmo com o impacto da batida, ninguém se feriu. De acordo com Amarildo, que é motorista há 25 anos, após a batida, o motorista acionou a polícia, Ciptran (Companhia Independente de Trânsito) e o Juizado de Trânsito, que solicitaram os dados dos veículos e afirmaram que enviariam uma viatura ao local dentro de instantes, mas até o momento, nenhuma viatura atendeu o caso.

Constantino contou ao MS Notícias que trafegava pela Rua Dr. Mário Quintanilha e quando foi atravessar a Rua Brilhante não viu o ônibus. “Eu estava parado aguardando os carros passarem para poder atravessar. Quando atravessei acabei colidindo com o ônibus, eu não vi que ele estava vindo”, conta o condutor do Siena.

O motorista do ônibus afirmou que havia parado no ponto de ônibus e assim que deixou o local, colidiu com o Siena. “Eu estava no ponto e assim que saí aconteceu a colisão. Eu estava em baixa velocidade e o ônibus estava cheio de passageiros e graças a Deus ninguém se feriu”, diz Amarildo.

Dany Nascimento e Tayná Biazus