25 de junho de 2021
Campo Grande 30º 19º

Detento faz selfie dentro de cela em delegacia da Capital

A- A+

Preso por tráfico de drogas, Luis Phelipe Santos Fagundes, de 21 anos, conseguiu “pescar” o celular, fez selfie dentro da cela da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande e postou fotos no Facebook. O objetivo do jovem era mostrar a falha no sistema de segurança. O aparelho estava em uma sala ao lado da carceragem.

Ao G1, a Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp) informou que o caso é de responsabilidade da Polícia Civil. O delegado Alexandre Amaral Evangelista admite falha no sistema, mas promete fazer mudanças nos procedimentos de prisão. Segundo o delegado, os investigadores fizeram a revista e colocaram os pertences de Fagundes em uma sala a três metros de distância da cela onde estava.

“Que houve falha, houve, se não ele não estaria lá com telefone. Mas não teve colaboração dos investigadores”, afirmou. A polícia abriu um auto de investigação preliminar e também vai apurar se o aparelho telefônico tem origem ilícita.

Evangelista contou que o preso montou uma teresa com chinelo e pedaços de tecidos e cordões de bermuda para pescar o celular depois da janta. “Não se esperava que com criatividade ele alcançaria”, explicou. Os presos ficam em celas que são vigiadas por alarme e policiais fazem ronda.

Ao G1, Fagundes disse que a intenção dele era pegar a camiseta e o celular acabou sendo pescado junto. “Queria minha roupa e o celular estava lá”, justificou.

De acordo com o preso, quando pegou o aparelho celular, ele pensou em protesto contra falha no sistema de segurança. “Não foi nada pessoal contra um policial, o protesto foi contra a falha no sistema”, completou.

O detento estava evadido do sistema penal de regime semiaberto desde janeiro deste ano. Ele cumpria pena por tráfico de drogas. O flagrante aconteceu em 2012 quando foram apreendidos um quilo de maconha com ele. A Polícia Militar cumpriu o mandado de prisão na segunda-feira (27). Ele ficaria um dia na unidade até ser transferido para o Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande.

Fagundes vai responder também por uso de aparelho telefônico em cela.