08 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 22º

BARBÁRIE | SAMANBAIA (DF)

Mãe tetraplégica de 85 anos morre espancada pelo filho, diz polícia

"Caiu da cama", disse o suspeito ao ser preso. Ele pode pegar 30 anos de cadeia

A- A+

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, na tarde desta segunda-feira (25.out.21), um homem de 47 anos acusado de matar a mãe tetraplégica, de 85 anos, em Samambaia Norte. Investigadores da 26ª Delegacia de Polícia configuraram o crime como feminicídio.

Segundo a Polícia Civil, a mulher tinha deficiência física, estava em uma cadeira de rodas, e foi arremessada ao chão pelo filho.

Segundo o delegado Rodrigo Carbone, da 26ª Delegacia de Polícia, em Samambaia, o assassinato ocorreu após uma discussão doméstica.  “O suspeito já tinha histórico de violência contra a mãe. No dia do crime, testemunhas ouviram ele dizer:  ‘Você não morreu ainda?’. E, logo em seguida, um barulho forte. Foi quando ele a jogou no chão. Os bombeiros a socorreram ao hospital”, informou.

A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu em um hospital, no dia 10 de outubro. A polícia afirma que o suspeito já tinha sido condenado por tentativa de homicídio e por roubos. Além disso, segundo os investigadores, ele agrediu a mãe por diversas vezes, mas ela nunca teve coragem de denunciá-lo.

O homem foi detido depois que a Justiça determinou a prisão preventiva dele. Segundo a polícia, o suspeito foi interrogado e será apresentado ao Núcleo de Audiência de Custódia (NAC).

Em depoimento, o filho negou as agressões e disse que a mãe caiu da cama. A polícia descarta essa hipótese. Se condenado, ele pode pegar 30 anos de cadeia.

A operação que resultou na prisão do criminoso leva o nome de Miquéias 7:67, que faz alusão ao versículo bíblico a seguir: "Porque o filho despreza ao pai, a filha se levanta contra sua mãe, a nora contra sua sogra, os inimigos do homem são os da sua própria casa".