27 de setembro de 2020
Campo Grande 39º 25º

Alíquotas do IPI para automóveis vão subir a partir de janeiro, diz Mantega

O ministro Guido Mantega (Fazenda) disse nesta quinta-feira (5) que as alíquotas do IPI para automóveis deverão ser elevadas a partir de janeiro.

Segundo o ministro, será um retorno gradual, como já vem ocorrendo.

"Temos que discutir quanto vai ser. Certamente, não será uma recomposição total porque seria muito ruim para o setor", disse.

O imposto foi reduzido a zero para os carros populares, em abril do ano passado. Neste ano, foi gradualmente recomposto e está em 2%. Em 2014, voltaria à alíquota original, de 7%, mas o governo já sinalizou que a retomada vai ser parcial.

TESOURO

Mantega também minimizou o impacto de eventuais discordâncias dentro do Tesouro Nacional, que colaboram para elevar a volatilidade e o custo da rolagem da dúvida do governo.

"Não é verdade que o secretário Arno Agostin contribuiu para elevar as taxas de juros. O Arno esta comigo há sete anos e nesse período reduzimos as taxas ao menor valor da história. As taxas subiram porque a Selic e os juros dos títulos de dez anos do governo dos EUA subiram", disse.

Para o ministro, o despenho da economia foi fraco neste ano, mas isso não deve se repetir em 2014.

O ministro apontou dois motivos principais para acreditar na melhora: a economia mundial vai melhorar, elevando o consumo de produtos brasileiros no exterior, e o nível de investimento doméstico vai crescer devido ao programa de concessões da ordem de US$ 250 bilhões. "2014 será o ano da virada da crise", disse.

Folhapress