22 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Apresentado imóvel para a construção de fábrica de tablets na Capital

Aconteceu na manhã de hoje, no Núcleo Empresarial Nelson Benedito Neto, a apresentação do terreno que será construída a fábrica de tablets e equipamentos de informática. A fábrica Uninter Informática SA, de Curitiba (PR), há aproximadamente dois anos, estava tentando montar sua estrutura na Capital, porém sem sucesso.

A empresa começara a erguer a estrutura da fábrica após o projeto ser aprovado na Câmara de Vereadores e o prefeito fizer a assinatura que permite a construção. A partir da assinatura, imediatamente começará a construção da fábrica que deverá durar cerca de oito meses. Durante esse período, os cursos de capacitação também acontecerão para que imediatamente, após ser finalizada a obra, a fábrica já comece a funcionar.

Com a implantação, 300 empregos diretos serão gerados, e desses, 80% serão de técnicos capacitados na Capital. O investimento inicial será de R$ 150 milhões e no primeiro ano a estimativa é que o faturamento chegue a R$ 240 milhões e em cinco anos a R$ 870 milhões. A prefeitura entrou com a doação da área de 20 mil metros quadrados, além da redução do IPTU e do ISS, já o governo do estado irá reduzir o ICMS até 90%.

O diretor executivo do grupo Uninter, Edimilson Picler, lembroui que o Brasil é hoje o terceiro maior mercado de informática do mundo, e esse foi um dos motivos para a Uninter ser inaugurada. Lembrou também o projeto ficou parado, pois, como não havia sido feita ainda a doação do terreno o FCO ( Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) não é liberado. Além dos recursos do FCO que estão na reta final para a liberação do financiamento, cerca de R$ 56 milhões, inicialmente a Uninter entra com recursos próprios, que chegam a R$ 26 milhões.

Para o mentor do projeto, secretário da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Turismo e Agronegócio),  Edil Albuquerque, a vinda da Uninter à Capital é o melhor presente que poderia ter acontecido em anos. “Campo Grande é uma  Capital nova, com posição geográfica boa e com subsidio fiscal”, disse referindo-se o motivo da fábrica ter se instalado aqui

O prefeito Gilmar Olarte (PP), presente no evento, finalizou dizendo que está trabalhando por Campo Grande e que a vinda da fábrica trará recursos à Capita e lembrou ainda que a Capital está de portas abertas para que mais indústrias se instalem aqui. “Temos ferramenta para fazer de Campo Grande referência”, afirma. Gilmar comentou da possibilidade de instalação de um pólo moveleiro na cidade e também da “Cidade dos Ônibus”, que irá melhorar o trânsito.

Tayná Biazus