02 de dezembro de 2021
Campo Grande 30º 22º

Prefeitos e servidores chegam a acordo de reajuste salarial de 8%

A- A+

O prefeito Gilmar Olarte (PP), se reuniu nesta manhã com os servidores municipais e chegaram ao acordo do aumento de 8% do reajuste salarial. As categorias de 1 a 13, que envolve os servidores administrativos da educação, agentes de saúde, guardas municipais, técnicos e auxiliares de enfermagem, dentre outros, deverão ser contemplados a partir do dia 1º de junho.

Além o reajuste salarial, serão oferecidos o vale alimentação para os servidores administrativos no valor de R$ 120,00, para os agentes de saúde e técnicos e auxiliares de enfermagem no valor de R$ 140,00 e aos guardas municipais o valor do vale alimentação será de R$ 100,00.

Além disso, a partir de 1º de junho os servidores administrativos da educação terão sua carga horária reduzida de 40h/semanais para 30h/semanais. Para o Olarte, essa redução ajuda a melhorar a produtividade e diminui o número de enfermidades entre os servidores.

Os agentes comunitários receberão um ajuste de 10% na produtividade SUS (Sistema Único de Saúde) e também terão a carga horária reduzida para 30h/semanais, com o acorde de visitar no mínimo dez casas por dia, conforme prevê o Ministério da Saúde.

Olarte afirma também que foi reconhecido outro benefício que é o pró-funcionário, que é um curso capacitante para os servidores. De acordo com o presidente do Sisem (Sindicato dos Servidores Municipais), Marcos Tabosa, já existem 500 servidores para participar do curso.

De acordo com o prefeito, Campo Grande está enfrentando um grande problema, foi o crescimento no último ano foi de apenas 3,16%, quando a média é de 17,99%. Isso devido a inoperancia administrativa do ex-prefeito, Alcides Bernal (PP). Olarte reconhece enfrentar problemas, mas afirma que atenderá a população.

Sobre o impacto na folha salarial, a previsão é que fique abaixo dos 51%, que são destinados ao pagamento de pessoal. Esse valor chega a aproximadamente 50%.

Marcos Tabosa acredita que o projeto será aprovado pelos vereadores, no momento em que for enviado à Câmara Municipal. Atualmente existem cerca de 9.000 servidores. “Gilmar concedeu um sonho. Nós avançamos e alguns servidores passarão a receber mais de R$ 300,00”, finaliza.

Tayná Biazus e Dany Nascimento