03 de agosto de 2020
Campo Grande 31º 18º

Rodovia vai a leilão hoje com cinco grupos na disputa

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou ontem que a Comissão de Outorga da concessão do trecho da BR-060/153/262/DF/GO/MG não desclassificou nenhuma garantia de proposta das concorrentes do leilão de hoje. Portanto, cinco grupos devem estar na disputa pela rodovia na licitação.

O diretor geral da ANTT, Jorge Bastos, também informou ontem que há pelo menos três grupos interessados em disputar a licitação da BR-163, no trecho de Mato Grosso do Sul, marcada para o dia 17 de dezembro.

Segundo Bastos, os mesmos três grupos inscritos para o leilão da BR163/MS a devem disputar a BR-060/153/262 no leilão de hoje. De acordo com o diretor, se alguma dessas empresas arrematar a rodovia, é possível que uma delas deixe a disputa pela BR-163.

Já em relação à BR-040/DF/GO/MG, cuja licitação será realizada no dia 27 de dezembro, há cinco grupos interessados. Bastos disse que não há estrangeiros envolvidos e são as mesmas empresas que já disputaram leilões de rodovias neste ano. Ele preferiu não citar os nomes dessas empresas.

Disputa. Na semana passada, o governo leiloou o trecho da BR-163 em Mato Grosso, rodovia vista como de forte potencial de lucro, uma vez que serve de escoamento da produção de milho, soja, algodão entre outras culturas em direção aos portos no norte do País, que ainda precisam de modernização. A licitação, que contou com sete interessados, foi vencida pela Odebrecht Transport, com um desconto de 52% sobre a tarifa máxima estabelecida pelo governo para o pedágio.

Na BR-050 em Goiás e Minas Gerais, a primeira rodovia leiloada pelo governo Dilma Rousseff, em setembro, o deságio atingiu 42,38%. O vencedor foi um consórcio composto por construtoras de médio porte. Já para a BR-262, no trecho entre Minas e o Espírito Santo, não houve interessados

No leilão de hoje, há um número menor de interessados em relação ao leilão anterior. Mesmo assim, o cenário é considerado positivo pelo governo. A avaliação é que os cinco grupos garantirão uma disputa forte, o que aumentará a possibilidade de deságio elevado.

Agência Estado