07 de maio de 2021
Campo Grande 19º 14º

#LUTO | ARTISTA

50 dias de luta: ator Paulo Gustavo, morre aos 42 anos, vítima da Covid-19

Ator estava internado desde o dia 13 de março no Rio e, após breve melhora, sofreu uma embolia pulmonar

A- A+

O ator e comediante Paulo Gustavo morreu, na noite desta terça-feira, às 21h12, aos 42 anos, por complicações da Covid-19. O humorista travou uma longa batalha contra a doença desde a sua internação, no dia 13 de março, no hospital Copa Star, na Zona Sul do Rio. No dia 2 de abril, seu estado de saúde se agravou e a equipe médica decidiu iniciar terapia por ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea), que funciona como um pulmão artificial.

Ele estava intubado desde o dia 13 de março e vinha apresentando melhoras discretas em seu quadro. Entre domingo e segunda-feira, porém, o ator teve sua situação agravada em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa, que permitiu a passagem de bolhas de ar na corrente sanguínea, causando uma embolia, incluindo o sistema nervoso central.

BIOGRAFIA 

Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros nasceu em 1978 em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro. Assumidamente bissexual desde a adolescência, Paulo se formou na Casa das Artes de Laranjeira (CAL) no início de 2005, ao lado de grandes nomes da comédia atual, como Fábio Porchat e o parceiro e melhor amigo Marcus Majella.

O artista ganhou projeção nacional ao apresentar em 2004, a peça 'Surtos', quando trouxe à vida a personagem Dona Hermínia, criada a para homenagear a mãe, Dea Lúcia. Paulo ficou sete anos seguidos em cartaz nessa peça, quando pode estudar com mais profundidade a personagem. Em 2013, Dona Hermínia ganhou uma versão para as telas, estrelando no filme "Minha Mãe é Uma Peça", que levou mais de 4 milhões de pessoas aos cinemas, arrecadando a a cifra de R$ 50 milhões.  

Esse mesmo filme teve mais duas versões sobre Dona Hermínia, 'Minha Mãe é Uma Peça 2' e 'Minha Mãe é Uma Peça 3'. Os três filmes foram assistidos por mais de 30 milhões de brasileiros e arrebataram mais de 200 milhões de reais. 

Logo depois Paulo emplacou o sucesso no sitcom 'Vai Que Cola'.  

Em seguida, Paulo se uniu à amiga Mônica Martelli para formar a dupla de ouro das bilheterias nacionais. Em 2014, com o filme Os Homens São de Marte… E é pra Lá Que Eu Vou. Mônica lamentou a partida do amigo dizendo que ele foi seu irmão: 

Em dezembro de 2015, Paulo se casou com o dermatologista Thales Bretas em uma cerimônia recheada de famosos. Ambos são pais dos gêmeos Romeu e Gael, de 1 ano, gerados por meio de barriga de aluguel.  Paulo deixa pais, irmã, marido, filhos e milhões de brasileiros órfãos de sua comédia.