25 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

A pedido de Dilma, Aldo Rabelo continua no Ministério do Esporte

Alan Diógenes

O ministro Aldo Rabelo anunciou ontem (17) que não deixará o comando do Ministério do Esporte no próximo ano. De acordo com a assessoria da pasta, ele continuará a coordenar as  atividades relacionadas à Copa do Mundo 2014.

Na quarta (16), o ministro havia anunciado que, em dezembro, deixaria o ministério para se dedicar à campanha a governador de São Paulo pelo PC do B. A decisão de permanecer no cargo foi tomada após o pedido da presidente Dilma que queria que ele ficasse.

 Aldo foi recebido nesta quinta em audiência pela presidente no Palácio do Planalto. No encontro, que durou 30 minutos, Dilma pediu que ele continuasse à frente do ministério para comandar as ações da Copa do Mundo.

Os dois conversaram depois de terem se reunido com o presidente da Federação Internacional do Desporto Universitário, Claude-Louis Gallien.

De acordo com a assessoria do ministério, Aldo Rebelo abriu mão de qualquer candidatura e continuará na pasta sem prazo determinado para sair.

Segundo o ministro, ele queria sair do cargo em dezembro para concorrer em São Paulo, se essa fosse a opção do partido, o PC do B. Na ocasião ele chegou a afirmar que a presença dele no ministério em razão da Copa do Mundo não era imprescindível.