07 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Saúde

Butatan desenvolverá vacina para combater a dengue

Um contrato entre o Ministério da Saúde e o Instituto Butatan irá garantir o desenvolvimento de uma vacina contra a dengue. A assinatura do documento acontece na tarde desta segunda-feira (22) pela presidente Dilma Roussef (PT), no Centro de Convenções Rebouças, na Zona

Conforme o Ministério da Saúde, o contrato com o Instituto Butantan, vinculado ao governo de São Paulo, prevê um investimento inicial de R$ 100 milhões, para o desenvolvimento de estudos. De acordo com o órgão, os total de investimentos devem somar R$ 300 milhões, oriundos também do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (R$ 100 milhões),  por meio de contrato da Financiadora de Estudos e Projetos ( Finep) e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social ( BNDES), com mais R$ 100 milhões.

Segundo o ministério, o recurso financiará a terceira e última fase de testes clínicos da vacina em voluntários, que teve início hoje. Pelos menos dez pessoas serão vacinadas contra a dengue. Esta última etapa da pesquisa servirá para comprovar a eficácia da vacina.

O investimento inicial do Ministério da Saúde financiará a terceira e última fase de testes clínicos da vacina em voluntários, que teve início hoje. Neste primeiro dia, dez pessoas serão vacinadas contra a dengue. Esta última etapa da pesquisa servirá para comprovar a eficácia da vacina. A vacina contra a dengue tem potencial para proteger contra os quatro vírus da doença com uma única dose. A vacina é produzida com vírus vivos, mas geneticamente enfraquecidos. Com os vírus vivos, a resposta imunológica é maior, mas a forma é atenuada, não há potencial para provocar a doença.