30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

Produtos para a faxina

Custo dos produtos para a faxina pode variar 222% em Campo Grande

Álcool gel lidera a lista de diferença nos preços que subiram quase 27% em relação ao ano passado

O custo dos produtos de limpeza para fazer aquela bela faxina na casa, pode variar até 222% em supermercados de Campo Grande. E mais o vilão desta conta pode ser o álcool gel. Pelo menos é o que mostra uma pesquisa sobre itens de higiene e limpeza feita pela Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) entre os dias 7 e 17 deste mês em 11 estabelecimentos comerciais na Capital.

A pesquisa levantou os valores de 171 itens e a maior diferença de 222,21 % ficou no preço do álcool em gel (Cooperalcool, com 500g), com menor custo apurado em R$ 6,98 no Supermercado Legal e o maior a R$ 22,49 no Extra Hipermercado.

Entretanto, vários outros produtos apresentam variações de preços superiores a 100%. Entre eles estão o desinfetante líquido bak Ipê (160,40%) a venda no Carrefour por R$ 6,49 e no Pague Poko por R$ 16,90; aparelho de barbear Gillette prestobarba ultragrip com 2 unidades (160,36%) encontrado por R$ 4,19 no Assai e por R$ 11,69 no Comper; palha de aço Q’lustro (133,82%), vendido no Atacadão por R$ 0,68 e no Comper por R$ 1,59, entre outros.

O maior número de itens (130) foi cotado no Fort Atacadista. A maior quantidade com menor preço (50) estava no Assaí, enquanto a maior quantidade com maior preço (33) foi apresentada pelo Carrefour.

Os produtos que tiveram maior e menor variação foram: Álcool em Gel Cooperalcool de 500g, com 222,21%, sendo o valor de R$ 22,49 no Hipermercado Extra e R$ 6,98 no Supermercado Legal, e Amaciante de Roupas Minuano de 2 Litros, com 3,56%, sendo o valor R$ 6,99 no Hipermercado Comper e Atacadão e R$ 6,75 no Assaí, respectivamente. O superintendente do Procon, Marcelo Salomão, destaca que “pesquisar não é perder tempo. Via de regra representa economia no orçamento, mesmo que exija atenção do consumidor”.

O levantamento durou 10 dias e percorreu tanto unidades comerciais da área central de Campo Grande como em bairros mais distantes. Os locais visitados foram Assaí Atacadista, na avenida Cônsul Assaf Trad (Mata do Jacinto), Atacadão, na avenida Coronel Antonino, Carrefour no bairro Santa Fé, Comper do Jardim dos Estados, Supermercado Duarte na Vila Piratininga, Extra Hipermercado, na rua Maracaju, Fort Atacadista, na Vila Célia, Supermercado Legal, no bairro Tiradentes, Pague Poko no Taquaral Bosque, Supermercado Pires, no Jardim Monumento, e Supermercado São João, no Aero Rancho.

Aumentos – Em relação a evolução das cotações no ano, no comparativo de 2019 com este ano, houve avanço de quase 27% em alguns produtos, considerando o mesmo tamanho, peso e medida. A conclusão foi que houve variação para maior em produtos como espuma de barbear Nívea (26,89%), absorvente Sempre Livre (21,34%) e álcool em gel Cooperalcool (18,52%).
As quedas de valores foram registradas no amaciante para roupas Douny concentrado (redução de 30,34%); álcool líquido Da Ilha (22,18%) e pedra sanitária Pato, que ficou 13% mais barato. As diferenças tanto para maior como a menor foram verificadas em 151 itens. Desse total, 89 itens apresentaram preços maiores que no ano passado, 61 com preços menores e, apenas um (sabonete barra Francis classic suave 90g – caixa) sem qualquer variação de preço.