04 de julho de 2022
Campo Grande 31º 23º

DESAPARECIDOS | INTERNACIONAL

Dom Phillips e Bruno Pereira: 2 corpos são achados 'amarrados em árvores'

Eles atavam desaparecidos desde 5 de junho

A- A+

A mulher do jornalista britânico Dom Phillips, de 57 anos, Alessandra Sampaio, disse nesta segunda-feira (13.jun) que os corpos dele e do indigenista Bruno Pereira, de 41 anos, foram encontrados. 

Eles atavam desaparecidos desde 5 de junho, ao irem à uma expedição jornalística na Terra Indígena do Vale do Javari, próximo as fronteiras do Peru e da Colômbia.

O embaixador brasileiro no Reino Unido deu a notícia à família de Phillips no Reino Unido durante um telefonema nesta manhã.

“Ele disse que queria que soubéssemos que… eles haviam encontrado dois corpos”, disse Paul Sherwood, cunhado de Phillips.

“Ele não descreveu o local e apenas disse que estava na floresta tropical e disse que eles estavam amarrados a uma árvore e que ainda não haviam sido identificados.”

“Ele disse que assim que possível, eles fariam uma identificação”, acrescentou Sherwood.

Por meio de nota, porém, a Polícia Federal (PF) negou que os corpos dos dois tenham sido encontrados (veja a íntegra abaixo). A associação indígena Univaja, que denunciou o desaparecimento dos dois, não confirmou o achado.  

Neste final de semana durante buscas, investigadores confirmaram o achado de itens pertencentes a ambos os desaparecidos. 

Os objetos foram descobertos no sábado graças a uma pequena, mas determinada equipe de busca indígena que passou os últimos sete dias na linha de frente da caça aos dois homens desaparecidos que, de maneiras diferentes, defenderam a causa indígena.

Um pequeno grupo de voluntários indígenas viu uma lona azul em uma floresta inundada isolada ao largo do rio Itaquaí na manhã de sábado.

Um grupo maior de voluntários indígenas – acompanhados por membros da força policial militar do Brasil e um repórter do Guardian que foi incorporado às equipes de busca indígenas – retornou ao local logo após as 16h e encontrou uma série de itens flutuando nas proximidades nas turvas águas marrons da área.

Segundo a esposa, após receber a informação, ela recebeu uma ligação da PF confirmando a localização de 2 corpos, mas informando que eles ainda precisavam ser periciados para que a identificação pudesse ser feita.

Ainda de acordo com Alessandra, a Embaixada Britânica – que já havia comunicado aos irmãos de Dom Phillips a localização dos corpos do jornalista e do indigenista – ratificou a informação da PF.

O jornal britânico "The Guardian", para o qual Dom Phillips trabalhou, afirma que a família do jornalista foi informada da localização de 2 corpos pelo embaixador brasileiro no Reino Unido.

"Ele não descreveu a localização e disse que foi na floresta e que estavam amarrados a um árvore e ainda não haviam sido identificados, disse Paul Sherwood, cunhado de Phillips, ao Guardian.

Nota da PF

Veja, abaixo, a íntegra da nota da Polícia Federal.

O Comitê de crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informa que, não procedem as informações que estão sendo divulgadas a respeito de terem sido encontrados os corpos do Sr. Bruno Pereira e do Sr. Dom Phillips.

Conforme já divulgado, foram encontrados materiais biológicos que estão sendo periciados e os pertences pessoais dos desaparecidos.

Tão logo haja o encontro, a família e os veículos de comunicação serão imediatamente informados.