26 de fevereiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Crimes

Em menos de 10 dias, PM aposentado cometeu três crimes

Delegada responsável pelo caso deve vir à Capital colher depoimento dele

Em menos de 10 dias, o policial militar aposentado José Gomes Rodrigues, de 57 anos, cometeu três crimes: ameaçou a ex-mulher, furtou o corpo dela de um cemitério e foi preso dirigindo embriagado. No momento, ele está no Presídio Militar de Campo Grande e ainda não prestou depoimento sobre a subtração do cadáver. 

No dia 8, Rodrigues foi preso após ameaçar a ex-mulher, Rosilei Potronieli, de 37 anos. Enquanto ele estava preso, a dona de casa foi assassinada. Após ser liberado, no dia 12, o PM aposentado foi até o cemitério onde Rosilei estava enterrada e furtou o corpo dela. 

A polícia deu início a uma investigação, conseguiu prender o comparsa de Rodrigues, Edson Gomes e recuperar o corpo. Faltava o depoimento dele na Delegacia de Dois Irmãos do Buriti, onde está concentrada a investigação sobre a subtração do cadáver. 

Rodrigues contratou um advogado e ficou combinado que se apresentaria na terça-feira (19), mas, antes disso ele foi preso. O PM aposentado foi flagrado, na noite de ontem (17), por um policial municipal dirigindo embriagado pelas ruas de Campo Grande. 

A delegada responsável pelo caso do furto do corpo, Nelly Macedo, disse à reportagem do Correio do Estado que as oitivas com Rodrigues serão feitas onde ele estiver. Existe a possibilidade de ela vir até a Capital conversar com ele. “Toda a elucidação do crime depende muito dos depoimentos. Temos provas, vídeos. Mas precisamos colocar esses elementos dentro da história de cada um”, declarou. 

Para a delegada, o fato de Rodrigues ter se envolvido em crimes diferentes em tão pouco tempo demonstra “uma conduta reprovável. É uma pessoa que não consegue ficar em liberdade porque não consegue respeitar as leis”. 

OS CASOS 

José Gomes Rodrigues, de 57 anos, foi preso em flagrante na noite de domingo (17) porque estava dirigindo embriagado no bairro Amambaí, em Campo Grande. O veículo em que Rodrigues estava é o mesmo utilizado para transportar o corpo da ex-namorada, a dona de casa Rosilei Potronieli, furtado de um cemitério em Dois Irmãos do Buriti. Ele cometeu o crime com auxílio do primo Edson Maciel Gomes.