22 de setembro de 2020
Campo Grande 27º 18º

Fronteira

Em MS, fronteira do Brasil com Bolívia é reaberta após 21 dias

Presidente do país renunciou após forte pressão

A fronteira do Brasil com a Bolívia na cidade de Corumbá, no oeste de Mato Grosso do Sul, foi reaberta nesta quarta-feira (13) após 21 dias de protesto. De acordo com o site Diário Corumbaense, o bloqueio começou em 23 de outubro, por convocação do Comitê Cívico de Santa Cruz de la Sierra.

Após Evo Morales conquistar o quarto mandato na eleição presidencial realizada no mês passado, o país foi tomado por protestos. A Organização dos Estados Americanos (OEA) questionou os resultados, fez uma auditoria e sugeriu que um novo pleito fosse realizado.

Morales chegou a anunciar uma nova eleição, mas acabou renunciando sob forte pressão no domingo (13). Seu vice, Álvaro Garcia Linera, os presidentes da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Eleitoral também deixaram os cargos, o que criou um vazio de poder.

Somente na terça-feira (12), a segunda vice-presidente do Senado, Jeanine Añez, se autodeclarou presidente. O Brasil reconheceu hoje a nova chefe do Executivo boliviano, assim como fez os Estados Unidos ontem.