27 de setembro de 2020
Campo Grande 39º 25º

ECONOMIA

Empresas de MS terão acesso a R$ 2 milhões em recursos para inovação

Edital Tecnova 2, da Fundect, oferece apoio ao desenvolvimento de produtos e serviços inovadores. Inscrições vão até dia 20 de fevereiro

Estão abertas até o dia 20 de fevereiro as inscrições para o Programa Tecnova 2 – Programa de Apoio à Inovação Tecnológica, que oferta até R$ 2 milhões a empresas de Mato Grosso do Sul com projetos de inovação em diversas áreas. Os recursos serão concedidos em formato de subvenção econômica, ou seja, os valores não precisam ser devolvidos.

Para participar, o empreendimento interessado precisa ter receita bruta igual ou inferior a R$ 16 milhões, estar funcionando no mínimo há seis meses e ser sediado em MS, entre outros critérios previstos no edital disponível neste link. Serão apoiados projetos de R$ 100 a 200 mil nas áreas de Mecânica e Mecatrônica, Tecnologia da Informação e Comunicações, Biotecnologia e Bioeconomia, Agronegócio e Gestão.

“Em 2016 Mato Grosso do Sul lançou o Tecnova 1, mais de 1.4 milhões de reais para estimular o desenvolvimento tecnológico nas empresas de MS. Agora voltamos com a segunda edição do programa, com um valor de 2 milhões de reais. Convidamos todos os empresários que tenham a contribuir com o desenvolvimento de nosso Estado a se inscreverem”, afirma o diretor-presidente da Fundect, Prof. Drº Márcio de Araújo Pereira.

Para a técnica da Unidade de Competitividade Empresarial do Sebrae/MS, Luciene Mattos, o edital representa uma oportunidade aos pequenos negócios que possuem projetos inovadores e necessitam de recursos para implementá-los. “São iniciativas como esta que estimulam as empresas sul-mato-grossenses a se manterem competitivas e inovadoras no mercado perante a concorrência”, destaca.

As inscrições devem ser feitas pelo sistema SigFundect no site www.fundect.ms.gov.br. O programa é desenvolvido pela Fundect, Finep (Financiadora de Estudos e Projetos do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação), Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e o Governo do Estado.