02 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 23º

Covid-19

Flagrado com 2t de maconha, homem é levado ao hospital por suspeita de Covid-19

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) apreendeu nesta quarta-feira (13) em Itaquiraí 2.860 kg de maconha escondidos em meio a uma carga de frango congelado, com auxílio da equipe do Grupo de Operações com Cães da PRF de Mato Grosso do Sul.
O condutor do caminhão alegou aos policiais que estava com síndromes gripais e relatou contado com um familiar já testado positivo para o coronavírus (Covid-19). 

A ocorrência aconteceu no Posto Fiscal Foz do Amambai, no quilômetro 116 da BR-487, quando abordou um caminhão M.Benz/LS com placas de Eunápolis (BA), tracionando um semirreboque, também com placas da Bahia, conduzido por um homem.

Durante entrevista policial, o motorista disse estar transportando uma carga de frango congelado de Naviraí e tinha como destino o Estado da Bahia.

Foi acionada a equipe do Grupo de Operações com Cães para que fosse realizada uma vistoria.


Os agentes encaminharam o condutor e o veículo até a Unidade Operacional da PRF em Naviraí, para a realização de uma vistoria minuciosa. 

O suspeito confessou estar transportando drogas no interior do baú frigorifico e seria necessário retirar toda a carga para a remoção do ilícito. 

Informou ainda que teria apresentado sintomas da Covid-19 nos últimos dias, e que teria tido contato com um familiar que testou positivo para a doença.

Levando em consideração a situação de interesse de saúde pública, a equipe encaminhou o homem até o Hospital Regional de Naviraí para a realização da testagem para a Covid-19. 

Ele permaneceu no local com escolta policial até a finalização dos procedimentos laboratoriais, sendo que os exames realizados deram resultado negativo para a doença.

No decorrer da ocorrência, o veículo foi escoltado até a sede da empresa frigorífica em Eldorado. 

Após a retirada total da carga, foram encontrados diversos fardos ocultos, envoltos em sacolas plásticas, contendo grande quantidade de maconha, que após pesagem, totalizaram 2.860 quilos. 

Devido à falta de local seguro para guardar o ilícito, a maconha foi incinerada na presença da Autoridade Policial e representantes do Ministério Público e Vigilância Sanitária.

O envolvido ainda relatou ter sido contratado por uma pessoa na cidade de Porto Seguro (BA), onde reside, para buscar a droga em Naviraí. Pelo serviço, disse que receberia a quantia de R$ 20 mil. Ele foi encaminhado para a Polícia Civil em Itaquiraí.