11 de abril de 2021
Campo Grande 34º 22º

Gestão do TCE MS é destaque no Congresso Internacional em Minas Gerais

A relevância do papel exercido pelo Tribunal de Contas Estado de Mato Grosso do Sul nos campos da avaliação, monitoramento e cumprimento do exercício do controle externo da administração pública, foi mais uma referência para o Presidente do TCE-MS, conselheiro Waldir Neves, participar do I Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas, em Belo Horizonte (MG). A presença no evento vem justamente ao encontro do novo modelo de gestão que compartilha os demais conselheiros, pautado no dinamismo e transparência dos trabalhos desenvolvidos pela Corte de Contas do Estado.

Na chegada ao Congresso, o Presidente Waldir Neves foi saudado publicamente pelo Presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz que em seu pronunciamento fez um reconhecimento ao trabalho transparente desenvolvido pelo conselheiro na administração do TCE em Mato Grosso do Sul. O presidente do TCU citou a gestão de Waldir Neves como uma referência, um exemplo a ser seguidos pelos demais gestores dos Tribunais de Contas do País. “Este gesto do presidente do TCU, nos enche de orgulho, pois é o reconhecimento do Presidente da mais relevante Corte de Contas do País. Esse ato vem confirmar que, as inovações que temos feito em nossa gestão, em conjunto com os demais conselheiros e toda equipe de servidores do TCE (MS), é mais uma prova de que estamos no caminho certo”, declara Waldir Neves.

O conselheiro acrescentou ainda: “O modelo de gestão compartilhada, com a participação de todos, é a nova tendência de trabalho da Corte de Contas do MS. Um Tribunal informatizado e mais ágil que ao invés de punir oriente e faça um trabalho preventivo. São esses os indicativos que nos mostram que todos os programas que estamos desenvolvendo se encontram dentro desta visão global das Cortes na busca da eficácia, do aprimoramento e da modernidade. E nós estamos comprometidos, engajados com essa nova trajetória”, finalizou.

O Congresso promovido pelo Instituto Rui Barbosa (IRB) juntamente com a colaboração do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), tem como objetivo a melhoria da administração pública, a multiplicação e o intercâmbio de conhecimentos e a busca da redução das desigualdades sociais apresentadas no país. A partir deste tema, estão sendo desenvolvidas atividades referentes às diversas questões específicas, tais como: Políticas Públicas para a Saúde; Políticas Públicas para a Educação; Infraestrutura e Parceria Público-Privado; Compras Públicas e Desenvolvimento Sustentável. Além de conselheiros de diversos estados do país participam também do congresso gestores e servidores públicos, integrantes de Tribunais de Contas, professores e estudantes.

O evento conta ainda com a participação de técnicos e especialistas de órgão e instituições específicas da área ou que apoiam projetos de desenvolvimento, como a Organização Latino-americana e do Caribe de Entidades Fiscalizadoras Superiores (OLACEFS), a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Organização das Nações Unidas (ONU), além de membros da academia internacional, como o Professor Daron Acemoglu, de Massachusetts Institute of Technology (MIT) and the Canadian Institute for Advanced Research (CIFAR), autor da renomada obra: “Por que as Nações Fracassam”.