01 de outubro de 2020
Campo Grande 41º 22º

Consórcio

Habilitado para assumir MS-306, empresários do consórcio vencedor se reúnem com governador

A reunião serviu para estreitar as relações entre Governo e consórcio vencedor que adiantou ter interesse em mais projetos em solo sul-mato-grossense

 Habilitada para assinar contrato da concessão da MS-306, representantes das empresas que compõem o Consórcio Way – 306 estiveram em Mato Grosso do Sul para reunião com o governador Reinaldo Azambuja. A documentação apresentada pelo grupo já foi qualificada pelo Escritório de Parcerias Estratégicas (EPE) – responsáveis pelo projeto da concessão  -avançando em mais um passo para a consolidação do plano.

Danilo Marcondes fala do potencial da rodovia

O encontro com o governador foi na linha de apresentar o grupo, falar pra ele do nosso interesse e felicidade de ter sido o vencedor da concessão”, disse Danilo Marcondes, da empresa GLP, que afirmou que o grupo está mobilizado e preparado, trazendo capacidade técnica e financeira para poder executar o contrato e cumpir as obrigações prevista no projeto.

O representante da Tork, André Miari, ressaltou também  que o grupo está animado para dar início ao projeto de concessão. A previsão, segundo ele, da assinatura do contrato é de até final de fevereiro de 2020, podendo iniciar as obras em abril. 

Primeira vez nesta composição, o Consórcio Way – 306, que compele empresas experientes neste tipo de negócio, foi criado e vislumbrou grande oportunidade no mercado sul-mato-grossense. “Conseguimos enxergar o tamanho deste projeto. A importância desta rodovia nos calibrou a oferta que fizemos para ganhar a concessão”, finalizou.    

Salto em modernidade e emprego

Para os prefeitos dos municípios de Cassilândia, Chapadão do Sul e Costa Rica, que também participaram da reunião, mostraram que o apoio ao projeto de concessão inédito no Estado. 

O prefeito Jair Boni Cogo, de Cassilândia, está muito esperançoso. “Estamos muitos satisfeitos com esta concessão. É a chegada do progresso que traz emprego também para a região”.

Waldeli Rosa, de Costa Rica, lembrou que a rodovia é um dos corredores mais importantes do agronegócio. “Atualmente a MS-306 tem tráfego parecido com da  BR-163, a partir de agora teremos um boa rodovia para favorecer toda nossa região”, ponderou

João Carlos Krug lembra que a concessão de uma rodovia gera emprego para quem mora nos municípios. “Em geral, vamos melhorar a malha com as intervenções e ainda gerar emprego para população, estamos bastante animados”, finalizou.

Modelagem 

O contrato de concessão da MS-306 tem estimativa de investimentos de aproximadamente  R$ 1,7 bi no período de 30 anos. Segundo estudos, com a concessão deve ocorrer a redução do número de acidentes, geração de mais de dois mil empregos diretos e indiretos, diminuição do tempo de deslocamento e economia de R$ 4 milhões/ano em investimentos na manutenção da rodovia.

O contrato entre o consórcio e o Estado deve acontecer em até 90 dias, com pagamento de 19% do valor da proposta de R$ 605.306.000,00 de outorga. As obras na rodovia têm previsão de início em meados de 2020, e as praças de pedágio no período de um ano após início dos investimentos.

Participaram também, os secretários Eduardo Riedel (Segov), o vice-governador e secretário Murilo Zauith (Seinfra), Luis Roberto, adjunto da Seinfra, Eliane Detoni, secretária especial do Escritório de Parcerias Estratégicas (EPE), João Leopoldo Neto, da empresa Bandeirantes, Rosaldo Malucelli (Senpar), Paulo Franzine (TCL), além de vereadores dos municípios.