16 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 22º

Alta

Irmã de Marielly tem alta nesta quarta-feira após ser amarrada e levar facada no pescoço

Hugleice assassino da irmã e agora autor da facada deve se apresentar à polícia

Mayara Barbosa, 29, teve alta na manhã desta quarta-feira (21), do Hospital Regional de Rondonópolis (MT) onde estava internada. Ela foi esfaqueada no pescoço e amarrada pelo seu companheiro Hugleice da Silva, 35, neste domingo (18).

Hugleice da Silva foi preso em julho de 2011, em Campo Grande, por matar e ocultar o cadáver de Marielly Barbosa, irmã de Mayara.

Segundo a assessoria do hospital, ela se recuperou bem e sem complicações. Fotos do ocorrido indicavam violência e brutalidade na cena do ocorrido. A defesa de Hugleice alegou que ele teria agido em um momento de ira. 

Conforme o advogado José Roberto da Rosa, Hugleice deve se apresentar à polícia em breve.

CASO MARIELLY

Marielly morreu no início de junho de 2011 num procedimento de aborto. Após a morte, Hugleice e o enfermeiro Jodimar Ximenes Gomes, 48, colocaram o corpo da jovem, em um carro e o abandonaram num canavial plantado aos arredores da cidade de Sidrolândia.

A família de Maryelly fez à época protestos nas ruas pedindo à polícia que reforçasse a investigação para encontrá-la. Hugleice participava dos atos, mostrando frieza.

Ele foi preso em julho de 2011, mas solto em setembro daquele ano por força de decisão da primeira turma criminal do TJ-MS (Tribunal de Justiça de MS). Embora o caso tenha ocorrido sete anos atrás, ele ainda não foi julgado e responde o processo em liberdade.