16 de outubro de 2021
Campo Grande 26º 20º

Abono salarial

Mais de 20 mil pessoas não sacaram abono salarial em MS

Em todo país, 1,8 milhão de trabalhadores ainda não retiraram benefício

A- A+

Amanhã é o último prazo para trabalhadores realizarem o saque do Abono Salarial, ano-base 2016. O limite inicial era 29 de junho, mas, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) autorizou prorrogação para a data atual. 

O último balanço aponta que ainda há R$ 1,3 bilhão disponível para 1,8 milhão de trabalhadores, o que equivale a 7,46% do total de pessoas com direito ao recurso. 

Em Mato Grosso do Sul, 93,62% dos beneficiados já sacaram o abono, mas, 20.518 pessoas ainda não retiraram o dinheiro. Na região Centro-Oeste, o percentual é mais alto, 11,63% não compareceram nas instituições financeiras credenciadas. 

 CENÁRIO NACIONAL

O estado com mais trabalhadores que ainda não retiraram o dinheiro é São Paulo. São 410,5 mil pessoas, ou 6,95% do total de beneficiários. O valor ainda disponível para esses trabalhadores é de mais de R$ 297 milhões.

O Distrito Federal é a unidade da federação com maior número proporcional de beneficiários com direito ao saque que ainda não retiraram o valor. Na capital federal, 29,33% estão nessa situação. São 148,5 mil trabalhadores com R$ 110 milhões para retirar.

Tem direito ao Abono Salarial ano-base 2016 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

A quantia a que cada trabalhador tem direito depende do tempo em que ele trabalhou formalmente em 2016. Quem esteve empregado o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (R$ 954). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é de 1/12, e assim sucessivamente.

*Com informações da Assessoria do Ministério do Trabalho