30 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 24º

Esposa

Militar acusado de matar esposa e ex-vizinho gay vai a júri popular

Ele tinha ciúmes do ex-vizinho e acreditava ter sido traído pela mulher

O militar da Aeronáutica Juenil Bonfim de Queiroz, acusado de matar a esposa, Francisca Naíde de Oliveira Queiroz e o ex-vizinho, por ciúmes, vai ser submetido a um júri popular.

As informações foram divulgadas pelo G1. A Justiça do Distrito Federal entendeu que existem indícios suficientes para que o sargento reformado seja julgado pelos crimes de homicídio qualificado e feminicídio, por motivo torpe e uso de recurso que dificultou a defesa das vítimas.

Ainda segundo o site, o crime ocorreu em 12 de junho de 2019, Dia dos Namorados. Francisca Naíde e Juenil Bonfim estavam chegando ao prédio onde moravam e encontraram Francisco de Assis Pereira da Silva, o ex-vizinho de quem o militar tinha ciúmes.

Francisco estava com o companheiro, Marcelo Brito. Ele pediu para que Francisco subisse, lá teve início uma discussão, onde o militar dizia que sabia que a esposa e ele tinham um caso e que "queria esclarecer a traição."

Em um determinado momento, o militar falou "matar ou morrer, tanto faz." Ele atirou nos dois, que não resistiram.