02 de dezembro de 2020
Campo Grande 33º 23º

Agressão

Motorista que matou vizinho por som alto já responde denúncia por agressão

Ele teria socado a mesa de uma concessionária e quebrou objetos no local

O motorista de aplicativo Willian Vivian Martins de Alencar, 30 anos, acusado de matar Lucas de Assis, 26 anos, a tiros no último fim de semana, já teria sido denunciado antes e responde queixa-crime (peça inaugural nos crimes de ação penal privada).

Segundo a denúncia, ele teria apresentado comportamento agressivo e quebrou objetos dentro de uma concessionária, em Campo Grande. A confusão começou quando Willian se deslocou até a concessionária, em agosto do ano passado, solicitando reparos em seu veículo.

Como não havia realizado as revisões que o estabelecimento exige para conceder garantia aos veículos, a concessionária negou o conserto do carro através da garantia. O gerente disse, na denúncia, que Willian socou a mesa, pegou o notebook e jogou no chão.

O aparelho quebrou e a cena teria sido presenciada por vários clientes do local. “Independe de qualquer revisão, a empresa teria que se responsabilizar”, disse Willian. O funcionário da empresa registrou um boletim de ocorrência contra Willian. A queixa-crime está em andamento.  

Morte de Lucas

Willian é acusado de ter discutido com a vítima devido a um som alto, na manhã do último domingo (16), no bairro Centro Oeste, em Campo Grande. Ele ficou irritado com o barulho, brigou com Lucas e efetuou disparos de arma de fogo contra a vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ele se apresentou ontem (18), na 5ª Delegacia de Polícia Civil, acompanhado de um advogado, foi ouvido e liberado. O suspeito disse que era ameaçado pela vítima e por medo, comprou uma arma para se defender.