27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

Certificado

MS é o segundo Estado a emitir Certificado de Inspeção Sanitária por meio eletrônico

Mato Grosso do Sul é o segundo Estado a implantar sistema para emitir Certificado de Inspeção digital. Por meio da Iagro, o sistema que facilita o atendimento começou a funcionar oficialmente para a emissão do Certificado de Inspeção Sanitária Modelo “E” – CIS-E no formato eletrônico, denominado e-CIS-E.

O sistema, que possibilita a rastreabilidade e controle efetivo das movimentações de produtos e subprodutos de origem animal pelo Serviço Veterinário Oficial todo por meio eletrônico, será utilizado para o trânsito intraestadual e interestadual de todos os tipos de produtos e subprodutos de origem animal, não destinados à alimentação humana. Sua emissão poderá ser realizada nas Unidades Locais da IAGRO e pelos Médicos Veterinários Privados Credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA.

Primeiro e-CIS-E entregue

A ferramenta, que só existia em Santa Catarina até então, foi lançada no último dia 09 de julho pelo Diretor-Presidente da IAGRO, Daniel Ingold, com a presença dos Fiscais Estaduais Agropecuários, Marcia Arakaki Rabelo e Suzana Cometki Ortega, e do Auditor Fiscal Federal Agropecuário João Batista Mota da Silva e a Médica Veterinária da JBS, Neylisa Dario Lazaro. Na oportunidade foi emitido o primeiro certificado.

Ingold comentou sobre a importância no avanço das ferramentas de gestão a fim de otimizar os trabalhos da defesa sanitária do Estado e a melhoria dos serviços prestados ao público. “O sistema possibilita um controle efetivo do trânsito de produtos e subprodutos de origem animal. Nesse momento em que o Estado se prepara para a mudança de status sanitário, buscando ser ‘Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação’ essa modernização é fundamental”. Completou.

Segundo explicou o Auditor Fiscal Federal Agropecuário da Superintendência Federal de Agricultura – SFA/MS (MAPA), João Batista Mota da Silva, o sistema eletrônico traz ganhos na velocidade do recebimento e transmissão de informações, a possibilidade de rastreamento de produtos, maior controle de produtos e subprodutos de interesse sanitário animal, além de ganho nas auditorias e supervisões a serem realizadas pelo MAPA.

Na perspectiva da iniciativa privada, a Médica Veterinária Neylisa Dario Lazaro destacou os ganhos com segurança e agilidade no processo. “Vamos zerar a possibilidade de perdas de documentos”. Resumiu.

A ferramenta que permite a emissão de e-CIS-E, através do sistema e-Saniagro, no Módulo Movimentação foi desenvolvida contando com o comprometimento de servidores da Superintendência de Gestão da Informação (SGI), representada pela equipe gerenciada pelo Hugo Nantes, da Divisão de Tecnologia da Informação (DTI/IAGRO) representada pela Fiscal Estadual Agropecuário Caroline Sakamoto, e da Superintendência Federal de Agricultura (SFA/MS) representada pelo Auditor Fiscal Federal Agropecuário Newton Cesar Moreira da Silva, além das Fiscais Estaduais Agropecuário Márcia Arakaki Rabelo (Diretoria) e Suzana Cometki Ortega (Divisão de Defesa Sanitária Animal – DDSA/IAGRO).