25 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 22º

Dinapec

Na Dinapec, Ricardo Senna sugere produção de projetos de sustentabilidade e inovação para SBPC

Na abertura da Dinâmica Agropecuária (Dinapec), edição 2019, o secretário-adjunto de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar,  Ricardo Senna, ao representar o governador Reinaldo Azambuja, chamou a atenção para a mudança do cenário do Estado, destacando a diversificação da matriz econômica de Mato Grosso do Sul, a importância do investimento em pesquisa e da agricultura familiar.

Ao enfatizar a característica agregadora do evento, Senna afirmou que “a ciência, tecnologia e a inovação são ferramentas essenciais para promoção do desenvolvimento do Estado”, e que mesmo com os recordes, conhecendo o potencial do País, este é só o começo.

Sobre a agricultura familiar, ele fez questão de destacar seu importante papel na produção do alimento que chega à mesa dos brasileiros, lembrando as mais de 70 mil famílias sul mato-grossenses que vivem da atividade. Ele destacou que, atentos às demandas desse grupo o Governo do Estado já investiu mais de 60 milhões na aquisição de equipamentos e máquinas que formam as chamadas patrulhas mecanizadas e ampliou o trabalho de assistência técnica ofertado pelo Estado, melhorando as técnicas de produção, agregando valor à produção de assentamentos e pequenas propriedades.

Com as principais instituições representativas do setor presentes, Senna enalteceu a importância da Embrapa para o País, a situação privilegiada de Mato Grosso do Sul que tem três unidades no Estado, e a sintonia destas com o poder público uma relação que ele classificou como das mais profícuas para o setor produtivo.

A realização em Campo Grande, será de 21 a 27 de julho deste ano, do maior evento de divulgação científica da América Latina, foi destacado pelo secretário-adjunto que sugeriu as instituições presentes à produção de projetos de sustentabilidade e inovação, que são os vieses da 71ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

O Senna destacou que o evento mostrará todo o potencial da ciência sul-mato-grossense e brasileira na Cidade Universitária, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), e deve reunir aproximadamente, 16 mil pessoas.

Vitrine tecnológica da Embrapa, a Dinapec, colocou em pauta diversos temas do momento entre os quais a retirada da vacinação contra a febre aftosa que está sendo trabalhada pelos estados através de suas agências de defesa sanitária. No segundo dia de programação, o diretor-presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Luciano Chiochetta, é um dos palestrantes num painel, que discute os novos rumos para o controle da febre aftosa, junto do chefe do Serviço de Saúde Animal SSA/DDA/SFA-MS/MAPA, Elvio Patatt Cazola, o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado (Famasul), Mauricio Saito, o presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), João Vieira Neto, tendo como moderadora Vanessa Felipe, da Embrapa Gado de Corte. O painel terá início às 9h.

A expectativa dos organizadores é que a Feira que recebe produtores, técnicos e estudantes para palestras, roteiros e oficinas gratuitamente deve repetir o público do ano anterior chegando aos três mil visitantes nos três dias.

Também estiveram presentes o superintendente de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar, da Semagro, Rogério Beretta que palestrou na tarde de hoje (20.2) na agenda do roteiro tecnológico, o diretor-presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), Luciano Chiochetta, o diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), André Nogueira, além de técnicos da Semagro, Agraer e Iagro.

Para obter mais informações sobre a feira e a programação completa, acesse a página oficial da Dinapec.