27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

Coronavírus

Novo coronavírus ainda não chegou aos distritos de Dourados

Boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (28) pelo Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19 em Dourados revela que mesmo após 220 casos confirmados no município, o novo coronavírus ainda não chegou aos nove distritos rurais. Das confirmações entre douradenses, 162 dizem respeito a moradores no perímetro urbano, 58 na Reserva Indígena e 31 em outras localidades não detalhadas.

Contudo, não há um caso sequer no Guaçu, em Indápolis, na Vila Formosa, em Ithaum, na Macaúba, no Panambi, na Picadinha, na Vila São Pedro, e em Vila Vargas, segundo o informativo divulgado nesta manhã pelas redes sociais da Prefeitura de Dourados.

A publicação detalha ainda que dos 220 casos confirmados de Covid-19 no município, houve uma morte, mas 38 pacientes estão recuperados, 167 em isolamento domiciliar, e 16 internados - 12 em enfermarias e 4 em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). 56,6% dos diagnósticos positivos em Dourados são homens e 43,4% mulheres.

“Olhando comparativamente, aumentamos os casos, mas temos 167 em isolamento domiciliar. Isso é fundamental, que pessoas confirmadas e em isolamento serão recuperadas e quem foi internado e vai para enfermaria também será recuperado. Isso vai gerar imunização da nossa sociedade. Se conseguirmos colocar em isolamento e fazer o giro de leitos conseguimos o achatamento da curva e evitar o colapso. A gente está bem na questão do acesso ao sistema da saúde”, pontuou o médico Ricardo do Carmo Filho.

Desde ontem, foram 23 novos casos positivos da doença em Dourados, todos no perímetro urbano. A administração municipal informou ainda que outros dois casos positivos diagnosticados na cidade são de moradores de outras localidades, pessoas que estavam em trânsito, a trabalho.

“Dourados cumpre missão enquanto macrorregião. Pessoas vêm de outras cidades fazer o drive-thru. Temos atendido essa demanda. Isso é uma missão de saúde neste momento e temos tido esse apoio às outras prefeituras”, disse o médico do Comitê.

Ele celebrou não ter ocorrido nova confirmação da doença na Reserva Indígena Federal, situação que segundo ele mostra a excelência do trabalho de vigilância sentinela e contenção dos casos.

Nas 24 horas transcorridas desde ontem, Dourados teve, além dos 23 testes positivos, 71 descartados. No drive-thru implantado no 2ºGBM (Grupamento de Bombeiros Militar), houve 21 testes positivos e 28 negativos. A Vigilância Epidemiológica descartou os 15 que fez, e entre as internações hospitalares, dois pacientes positivaram e 28 descartaram.

“Vai cada vez aumentar mais as testagens e as pessoas precisam entender que vai fazer diagnóstico, mas isso não impacta que a gente não tenha estruturação de saúde. Proporcionalmente estamos testando mais que outras cidades. Estamos a frente de muitos municípios em testagens.  Nós estamos excelentes nas testagens e por isso estamos fazendo diagnóstico. Estamos notificando antes de internar. É uma boa prática”, avalia o médico.