26 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 24º

Onça-pintada

ONG cria espaço adaptado para cuidar de onça-pintada cega em Goiás

Projeto sem fins lucrativos conseguiu construir um ambiente adaptado para o animal

No Maranhão, uma onça-pintada batizada como Merlin, foi resgatada após levar um tiro na cabeça que provocou uma lesão, deixando o animal cego dos dois olhos. A ONG Nex, junto com a organização sem fins lucrativos AMPARA Animal, ajudou a organizar uma operação para devolver para a onça uma parte daquilo que foi tirado.

VEJA MAIS AQUI

Na época, o resgate foi feito pelo Centro de triagem de Animais Silvestre (CETAS), em Pinheiro. Foi quando a AMPARA Silvestre recebeu a ligação da ativista Alexia Dechamps e a informação de que uma onça-pintada macho havia sido resgatada pelo Cetas.

Foi então que a AMPARA Silvestre junto com os cuidadores decidiram o que Merlin, e outros animais na mesma situação mereciam mais. A campanha #lifeprint surgiu em prol das onças do país, para amenizar os efeitos dos maus-tratos.

Após a campanha, Merlin foi transferido do Maranhão para Goiás, onde o NEX tem um recinto novo e adaptado para ele.

A AMPARA Silvestre arcou com todos os custos de transporte, acomodação, veterinários, alimentação e o próprio recinto. A Latam Airlines foi responsável pela cortesia de transportar a onça-pintada.

A campanha #lifeprint também ajudou com os custos de manutenção de Merlin.