23 de setembro de 2020
Campo Grande 31º 17º

Pedofilia

Operação contra pedofilia prendeu 38 homens no País, de 17 a 80 anos de idade

Alguns deles são reincidentes e já respondem a processo por exploração sexual infantil

A 6ª fase da Operação Luz na Infância termina com 38 prisões e 94 mandados de busca cumpridos em 12 estados, inclusive, Mato Grosso do Sul. Outros 18 mandados estão sendo cumpridos em quatro países: Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá.

Por aqui, quatro homens foram presos, dois em Campo Grande, 1 em Dourados e outro em Bonito. Outras 14 prisões em flagrante foram feitas em São Paulo, 9 em Santa Catarina, 6 no Paraná, 2 no Ceará, 1 em Mato Grosso, 1 em Goiás e 1 no Rio Grande do Sul.
 
Em entrevista a Agência Brasil, o coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticas da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça, Alessandro Barreto, comentou que o perfil dos criminosos é de “pessoas acima de qualquer suspeita”, das “mais diversas classes sociais” e com idade que vai dos 17 a mais de 80 anos.
 
O coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticas informou que alguns deles são reincidentes. “Um dos presos de hoje já tinha, inclusive, mandado de prisão por abuso e exploração sexual”. Ele disse também ser comum encontrar pessoas que produzem esse tipo de conteúdo.
 
Em MS - Na Capital, a polícia prendeu um bombeiro aposentado de 53 anos no bairro Caiçara e um dentista, de 41 anos, na Vila Sobrinho. Em Bonito foi preso um servidor municipal de 60 anos e em Dourados um funcionário público estadual de 58 anos. Em Três Lagoas o alvo ainda não foi localizado.
 
Para chegar aos suspeitos, equipes da Polícia Civil contaram com apoio de técnicos de informática, responsáveis por fazerem uma ''varredura'' técnica para localizar os materiais compartilhados na Deep web. Durante a operação foram apreendidos computadores, celulares e outros aparelhos eletrônicos.