15 de abril de 2021
Campo Grande 33º 19º

AJUDA AO LEITOR

Peçonhento: repelente solar afasta escorpião a 650 metros quadrados no quintal

Escorpiões amarelos são animais errantes, de hábitos solitários e noturnos

Com as chuvas aparecem os Tityus serrulatus (escorpião-amarelo). Esse animal é encontrado nas regiões sudeste e centro-oeste, nesse período, além de sofrer com os caramujos, os sul-mato-grossenses tem que ter cuidado com esse animal aracnídeo, que não é tão inofensivo quanto o caramujo e em uma reação, pode causar dor intensa se chegar a picar. Os escorpiões acabam atraindo os cobras. No final desta reportagem, solução testada é repelente solar utrassônico, mas veja antes disso, dados sobre os escorpiões.  

Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), existem mais de 1,4 mil espécies e subespécies de escorpiões distribuídas em 116 gêneros no mundo.

No Brasil, os escorpiões de importância médica pertencem ao gênero, que representa cerca de 60% da fauna escorpiônica neotropical cujas principais espécies são: (responsável por acidentes de maior gravidade). 

Dados do Ministério da Saúde indicam que cerca de 8 mil acidentes são notificados anualmente, com uma letalidade em torno de 0,5% e incidência de três casos por 100 mil habitantes, sendo Minas Gerais e São Paulo os responsáveis por 50% das notificações. A espécie é o principal causador de acidentes da Região Nordeste, sendo raríssimos os casos em que ocorre o óbito.

Os escorpiões amarelos são animais errantes, de hábitos solitários e noturnos. Habitam regiões quentes e secas, abrigando-se sob casca de árvores e cupinzeiros. Adaptam-se a áreas urbanas.

Segundo a Embrapa, caso picado as pessoas devem seguir orientações aos primeiros socorros Tratamento: manter o acidentado em repouso e transportá-lo rapidamente a uma unidade de saúde. Se possível, levar o animal que causou o acidente para a identificação. o tratamento consiste na aplicação local de anestésico e, nos casos mais graves, no uso de soro antiescorpiônico ou antiaracnídico.

Para evitar a presença dos animais peçonhentos, destacamos alguns cuidados que podem ser adotados em casa:

  • Usar calçados e luvas nas atividades rurais e de jardinagem.
  • Examinar e sacudir calçados e roupas Pessoais, de cama e banho antes de usá-los.
  • Afastar camas das paredes e evitar pendurar roupas fora de armários.
  • Não acumular lixo orgânico, entulhos e materiais de construção.
  • Limpar o domicílio, observando atrás de móveis, cortinas e quadros.
  • Vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos, forros e rodapés.
  • Utilizar vedantes em portas, janelas e ralos.
  • Aparar gramas e limpar locais próximos das casas, evitando acúmulo de folhagens.
  • Manter o lixo em sacos plásticos bem fechados para não atrair baratas e moscas, principal item alimentar desses animais.
  • Efetuar dedetizações periódicas.

REPELENTE

Aparelho - repelente ultrassônico

Foi desenvolvido os chamados Repelentes ultrassônicos de energia solar, que espantam cobras e escorpiões. O aparelho eletrônico é um dispositivo atóxicos que por meio da emissão de raios UV ou de diferentes frequências de som, inaudível ao ser humano, repelem insetos e roedores.

O objeto pode ser fixado nos jardins e funciona especialmente a esses bichos, não podendo atingir cachorros e gatos. 

Emite vibrações ultra-sônicas em frequência 400hz a 1000hz estressando e consequentemente afugentando cobras, escorpiões, baratas.

O aparelho é alimentado por bateria 1.2v 800mh e recarregável por painel solar 4.5v 45ma. A faixa de frequência 400hz a 100hz e chega a cobrir 650 metros quadrados.

Sua haste de alumínio deve ser enterrada em até 90%. Dispensa proteção adicional, resiste a chuva, ferrugem e granizo. 

O aparelho pode ser adquirido em lojas on-line como Amazon, Americanas e Mercado Livre.  Os preços vão de R$ 70 a R$ 239.