25 de janeiro de 2021
Campo Grande 29º 21º

Biometria

Perdeu a biometria? Saiba o que muda na sua vida após as eleições

Pessoa não consegue tirar passaporte, fazer concurso e entrar em universidade

Mesmo após 10 meses de recadastramento biométrico entre janeiro de 2017 e março deste ano e com o prazo estendido até maio em seguida, cerca de 61,5 mil pessoas tiveram o título de eleitor cancelados em Campo Grande. Após as eleições deste ano, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS) retomou o serviço nesta segunda-feira (5) para a regularização dessas pessoas. Capital tem atualmente 591.226 eleitores regularizados.

Conforme o TRE/MS, desde maio deste ano essas 61,5 mil pessoas deixaram de ser eleitores e acabam sendo impedidas de realizar várias situações do cotidiano que envolvem o título de eleitor. Os principais exemplos são: realizar concurso público – sendo que alguns pedem o título de eleitor tanto no ato da inscrição como no momento da posse –, se inscrever em universidades e programas relacionados como ProUni, Fies e SiSu e tirar passaporte.

Além de todos esses impedimentos, o cidadão pode ter problemas com a Receita Federal, relacionados ao CPF. Durante o período de recadastramento biométrico se falava muito em CPF cancelado para quem não o fizesse, mas na verdade a situação não chega a tal ponto.

De tempos em tempos a Receita Federal realiza auditorias em lotes de CPFs e verifica se todos estão em conformidade. Caso um desses documentos seja de uma pessoa sem título de eleitor, ela será acionada pelo órgão para que a situação seja regularizada.

Para que nenhuma dessas atividades sejam impedidas a partir de agora, o cidadão que está irregular com a Justiça Eleitoral de Campo Grande pode comparecer ao Cartório Eleitoral da Capital ou aos Práticos dos terminais de ônibus para realizar o cadastramento biométrico.

Basta o eleitor levar um documento oficial com foto e um comprovante de residência. No caso do homem que fará seu primeiro título é preciso levar também o comprovante de quitação militar.

Já o eleitor que ficou sem votar por não ter feito a biometria não precisa se preocupar em relação a multa, pois ela é direcionada apenas às pessoas que estavam aptas a votar e não o fizeram. Sem a biometria elas não eram nem mesmo consideradas eleitoras.

Confira os locais de atendimento na Capital:

Central de Atendimento ao Eleitor de Campo Grande (Fórum Eleitoral)
Rua Delegado José Alfredo Hardman, 180, Parque dos Poderes.
Segunda a sexta-feira, das 12h às 18h

Posto de Atendimento Eleitoral - Prático Guaicurus
Avenida Gury Marques, 5111 - Bairro Universitário, a100 metrosdo terminal Guaicurus.
Segunda a sexta-feira, das 8h às 14h

Posto de Atendimento Eleitoral - Prático General Osório
Rua Santo Angelo, 51 - Bairro Coronel Antonino, em frente do terminal General Osório.
Segunda a sexta-feira, das 8h às 14h

Posto de Atendimento Eleitoral - Prático Aero Rancho
Avenida Marechal Deodoro, 2603 - Bairro Aero Rancho, em frente do terminal Aero Rancho.
Segunda a sexta-feira, das 8h às 14h

Centro Integrado de Justiça (CIJUS)
Rua Sete de Setembro, 174 - Centro
Segunda a sexta-feira, das 12h às 18h