14 de maio de 2021
Campo Grande 26º 17º

Arrastão

Policiais usam drone e supreendem pescadores que arrastão com rede de pesca no rio Taquari

A- A+

Nesta terça-feira (04), durante fiscalização preventiva, no rio Taquari, a PMA (Polícia Militar Ambiental) identificou ação de infratores que faziam "arrastão" com rede de pesca. 

Equipe realizava monitoramento e vigilância de cardumes e com uso de um drone localizou dois elementos em uma embarcação, os quais pescavam com rede de pesca (petrecho proibido).

Ao deslocar ao local para a abordagem, os policiais foram avistados a grande distância pelos infratores, que empreenderam fuga com a embarcação com motor de alta potência, abandonando o petrecho ilegal.

A equipe realizou diligências, porém, não conseguiu prender os criminosos. A rede de pesca foi retirada do rio e apreendida.

O órgão afirma que continuará em fiscalização preventiva, fundamental para evitar a depredação dos cardumes, especialmente com uso deste tipo de petrecho ilegal que tem alto poder de captura.

Se identificados, os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória.

A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Há também previsão de multa administrativa de R$ 700 a R$ 100 mil.