23 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 20º

DOURADOS

Prefeita Délia entrega 200 casas do Conjunto Habitacional Honório Almirão

O ato faz parte das comemorações dos 84 anos de emancipação político-administrativa de Dourados

A prefeita de Dourados Délia Razuk entrega nesta quinta-feira (19), às 8 horas da manhã, as 200 casas do Conjunto Habitacional Honório Almirão, também conhecido com Residencial Guassu.

O ato faz parte das comemorações dos 84 anos de emancipação político-administrativa de Dourados e contará com as presenças do governador Reinaldo Azambuja, do vice-governador Murilo Zauith, do superintendente estadual da Caixa Economia Federal, Evandro Narciso de Lima, da presidente da Agehab-MS, Maria do Carmo e autoridades municipais.

Foram investidos R$ 27,3 milhões na construção das casas e na infraestrutura da região que recebeu obras de drenagem, pavimentação asfáltica e urbanização de primeira qualidade. As casas beneficiam famílias em situação de extrema vulnerabilidade em Dourados.

Do total dos investimentos R$ 20,5 milhões foram garantidos pelo governo federal; R$ 4,2 milhões pelo Governo do Estado e R$ 1,6 milhão pela Prefeitura de Dourados, que também fez a doação do terreno.

As famílias beneficiadas, segundo Carlos Augusto Pimentel, diretor-presidente da Agehab (Agência Municipal de Habitação e Interesse Social) faziam parte do cadastro da Prefeitura.

O residencial Honório Almirão está localizado próximo ao Parque Antenor Martins e está a poucos minutos da Praça Antônio João. No local já está em funcionamento um Centro de Educação Infantil (CEIM). A prefeitura também concluiu no local a construção da área de lazer, com centro social, vestuários, campo de futebol suíço, quadra de vôlei de areia, parque infantil e pista de caminhada.

RESGATE

O residencial começou a ser implantado em 2012, porém foi em 2017 que a prefeita Délia Razuk conquistou a retomada da obra, que estava paralisada há anos. A lista das famílias beneficiadas também era remanescente deste período e foi atualizada pela Agehab (Agência Municipal de Habitação e Interesse Social), com base no cadastro de famílias em situação de vulnerabilidade social.