28 de novembro de 2020
Campo Grande 36º 23º

ATENÇÃO

Problemas durante a reforma que você vai querer evitar

Sujeitas a muitos fatores, as reformas podem se tornar uma dor de cabeça para os proprietários

Renovar o próprio espaço muitas vezes dá uma sensação de transformação para a própria vida. Cômodos otimizados, acabamentos de maior qualidade e novas tonalidades para as paredes são sempre bem-vindas, principalmente quando de fato necessárias.

Você pensa no projeto, faz a lista dos materiais envolvidos e reúne os profissionais que irão trabalhar na obra e começa a realizá-la, mas em determinado ponto da reforma começa a perceber que alguns problemas estão surgindo, deixando o prazo para o término cada vez mais longe. Conheça agora os principais imprevistos que podem pintar em uma obra e fuja deles!

MATERIAIS INADEQUADOS OU DE POUCA QUALIDADE

Reformas custam caro e é normal tentar avaliar para o bolso em algum ponto do orçamento. Escolher a marca mais barata pode ser convidativo em um primeiro momento, mas pode custar ainda mais no futuro por sua baixa durabilidade. Além disso, materiais e acabamentos pobres em qualidade podem apresentar riscos para a sua família.

A escolha correta de materiais também se faz necessária e a ajuda de um profissional pode salvar a sua reforma de ser feita com pisos instalados na parede, superfície muito lisas para ambientes externos ou tintas inapropriadas para determinados ambientes. Além do risco, o retrabalho fará com que você gaste mais e demore mais tempo para receber a obra finalizada.

UMA OBRA FEITA SEM PLANEJAMENTO

É importante para a rotina de qualquer tipo de intervenção feita em sua casa ou apartamento que seja realizado um planejamento prévio do que deve ser feito. Parece uma dica óbvia, mas é comum aos marinheiros de primeira viagem começarem uma reforma sem data para acabar e sem uma orientação do que e de como deve ser feito.

Para evitar retrabalhos gerados à partir de uma falta de planejamento, discuta um cronograma com os profissionais que você contratou. Esse controle é vital para que tudo ocorra diariamente conforme planejado e você mantenha uma boa relação com quem vai cuidar do seu projeto. Além disso, você evita diárias extras que podem inflacionar o seu orçamento ou até mesmo na suspensão da obra por falta de investimento.

FALTA DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA

Isso entra na pauta do planejamento. Algumas reformas, devido à sua natureza ou tamanho, exigem permissão de algum órgão da prefeitura o do condomínio que você mora.  Obras que envolvem a fachada, como janelas e varandas, por exemplo, possuem regras específicas alinhadas entre os condôminos de um prédio.

Outro ponto que exige atenção é em relação às normas do condomínio para a realização da obra. Além de manter limpas as áreas comuns, atente-se também aos horários e dias em que é permitido fazer esse tipo de barulho. Mas antes de tudo isso, sua obra precisa ser aprovada pelo condomínio e por um arquiteto responsável pelo projeto mediante apresentação de um Registro de Responsabilidade Técnica (RRT). Só assim a obra estará autorizada a iniciar os trabalhos!

UMA ALTERNATIVA É COMPRAR REFORMADO

Para quem não suporta a dor de cabeça que pode ser gerada por semanas ou até meses de reforma intensa em um imóvel – esteja ele habitado ou não – uma das alternativas que mais vêm sendo consultadas dentro do setor imobiliário é a aquisição de um espaço inteiramente reformado.

Quem busca apartamentos para comprar acaba considerando a opção caso tenha certeza urgência em se mudar logo. Além disso, muitas das empresas que oferecem esse tipo de produto possuem parcerias com as melhores marcas de acabamentos, garantindo sempre um alto padrão na entrega desses imóveis renovados.

Fique ligado em cada aspecto de uma eventual reforma para que ela aconteça da melhor maneira e sem imprevistos ao longo do caminho. Como você viu, nada que um bom planejamento não antecipe. Sucesso e até a próxima!