04 de maro de 2021
Campo Grande 32º 22º

Prevenção

Programa de prevenção Cozinha Experimental abre agenda de cursos de culinária

O objetivo dos cursos é despertar o interesse por uma alimentação mais saudável

Completando sete anos em 2019, o programa de prevenção “Cozinha Experimental” inicia a agenda de cursos nesta terça-feira (19.3) com o tema: “Detox – Alimentos que nutrem”. O curso busca despertar o interesse por uma alimentação mais saudável para gerar mais qualidade de vida.

Desde 2017, o Programa também é realizado em Dourados. Na Capital, o curso acontece na rua Abrão Júlio Rahe, 97, e em Dourados, no Centro de Prevenção em Saúde da Cassems, que fica na rua Mato Grosso, 1.470, entrada lateral pela rua Onofre Pereira de Matos, no Jardim Climax. Para se inscrever, o beneficiário deve ligar no (67) 3382-8584, Campo Grande, e (67) 3033-8350, Dourados. O valor da inscrição é de R$ 30,00.

Neste ano, o programa também oferece a Cozinha Experimental para mulheres pacientes oncológicas, onde, seguindo a mesma linha de cuidado nutricional, as receitas são direcionadas para esse público específico.

A beneficiária Tânia Cristina participou do curso em Dourados e ela explica que achava que os pratos seriam difíceis de serem feitos, mas com a ajuda do curso, percebeu que não são. “Com a forma em que a professora ensinou, mostrando a facilidade e em pouco tempo conseguindo mostrar vários pratos e a gente vê que realmente é possível”.

Já Neymar Soares, também de Dourados, conta que o que levou ao curso foi a busca por uma alimentação mais saudável. “Eu e minha esposa gostamos muito de cozinhar e a partir do momento em que ela começou a reeducação alimentar, buscamos uma maneira de aprender a aprimorar os pratos e fazer algo mais saudável, descobrimos a cozinha e pretendemos no ano que vem continuar”.

O programa também oferece diferentes alternativas para a composição do prato, para que o beneficiário tenha opções de ingredientes, como apontado pela beneficiária Dalila Freire. “Isso enriqueceu a aula e dá novas oportunidades, não é aquela coisa fechada e isso é muito importante, pois cada um tem a sua condição financeira”.

Para a nutricionista e coordenadora do Programa de Nutrição Preventiva da Cassems (Pronutri), Eliana Dias, a cada ano, o curso cumpre o seu objetivo, ou seja, cada vez mais pessoas se interessam por uma alimentação saudável.

“Mais uma vez, os cursos tiveram bastante participação dos nossos beneficiários. No ano passado, nós tivemos alguns temas novos juntamente com os tradicionais e, para esse ano, também teremos novidades”, conta.

A coordenadora da Cozinha Experimental, Melissa de Andrade, destaca que o curso continua com o formato de sucesso: receitas nutritivas fáceis de serem preparadas. “Além de inspirar uma alimentação com mais qualidade, o objetivo da Cozinha Experimental é trazer a praticidade dentro de uma alimentação saudável, ou seja, ensinar receitas saudáveis de maneira prática”, explica.

Melissa também salienta que em 2019 serão incluídos alguns temas novos com o mesmo objetivo dos outros. “Neste ano, nós vamos oferecer alguns temas novos, como o curso para hipertenso e de alimentação saudável no dia a dia com a mesma proposta dos já realizados: enriquecer nutricionalmente a dieta dos beneficiários Cassems”.

O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, acompanhou o último curso do ano da Cozinha Experimental. Ayache destaca que, aliada à prática esportiva, uma alimentação balanceada é a melhor forma de garantir mais qualidade de vida.

“Hoje, nós estamos vivendo mais e a gente precisa proporcionar aos nossos beneficiários da Cassems tudo o que for possível para promover uma melhor qualidade de vida. Com certeza, buscar uma alimentação saudável e um preparo adequado para essa alimentação é uma das grandes alternativas para a gente alcançar essa boa qualidade de vida. Uma boa alimentação, aliada a prática esportiva, somada ao controle de outros fatores de risco, com certeza a gente vai ter uma longa vida, mas com qualidade, que é o que nós desejamos”, pontua.

Confira o cronograma da Cozinha Experimental em Campo Grande, Dourados e para mulheres pacientes com câncer de mama