31 de outubro de 2020
Campo Grande 26º 18º

Puccinelli defende “puxão de orelha” como forma de educação

Diana Christie

Durante a solenidade de entrega de geladeiras do Programa de Eficiência Energética realizada na Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Moreninhas I, II e Nova Conquista realizada esta manhã, o governador do Estado, André Puccinelli (PMDB) aconselhou aos pais e mães presentes a educarem seus filhos e criticou a “lei da palmada” que visa proibir o uso de castigos físicos ou tratamentos cruéis ou degradantes na educação de crianças e adolescentes.

“Esse negócio moderno de que criança não pode ser triscada. Claro que não pode espancar, mas uma puxadinha de orelha...”, afirmou o governador. Puccinelli disse que sentia falta do contato com a população e aproveitou a oportunidade para aconselhar as famílias a priorizar a educação e prestar atenção nas benfeitorias feitas pelos governantes tanto da cidade quanto do Estado.

Programa de Eficiência de Energia – O projeto atende uma lei do governo federal que obriga as concessionárias de energia a destinar 0,5% de seu lucro anual para os governos estaduais investirem na manutenção do sistema elétrico do Estado. “Quando teve apagão no Brasil no ano de 2000, criou-se o programa chamado de eficiência energética que obriga as indústrias a produzirem aparelhos que gastam menos energia e obriga as empresas de energia a usar o 0,5% do lucro para o governo”, explicou Puccinelli.

Em Mato Grosso do Sul, 45 municípios já foram atendidos pelo programa, sendo que 13 cidades receberam a ação neste ano. Foram gastos cerca de R$ 59,6 milhões em benfeitorias. No complexo das Moreninhas foram entregues 215 geladeiras e 1446 lâmpadas totalizando 230 residências atendidas.