03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

MEIO AMBIENTE

Sanesul diz ter executado e estar aplicando R$ 950 milhões em MS

Em 4 décadas a empresa universalizou o fornecimento de água tratada em todas as localidades do Estado

Existe uma relação extremamente próxima entre saneamento e meio ambiente. Oferecer saneamento respeitando os limites da natureza é um valor essencial, a opinião é da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul).

A empresa explicou nesta 6ªfeira (5.junho), data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, que o saneamento básico é o conjunto de medidas que visa à preservação ou modificação das condições do meio ambiente, com o intuito de prevenir doenças e promover a saúde, melhorando a qualidade de vida da população e a produtividade, facilitando a atividade econômica.

“Hoje é dia de reflexão. Dia de homens, mulheres, corporações empresariais e governos reavaliarem suas relações com as questões ambientais... No Dia Mundial do Meio Ambiente, renovamos nosso compromisso em continuar promovendo sustentabilidade ambiental em nossas operações”, comentou o diretor presidente da Sanesul, Walter Carneiro Jr.

A Sanesul completou 41 anos de existência em MS, a empresa pública e responsável por operar os sistemas de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário em 128 localidades, - 68 municípios e 60 distritos no Estado.  

Nessas 4 décadas a empresa universalizou o fornecimento de água tratada em todas as localidades onde atua. E trabalha atualmente na ampliação da cobertura do esgotamento sanitário para levar coleta e tratamento de esgoto à 100% dos municípios.

Na atual gestão do Governo de Reinaldo Azambuja, somando os investimentos assegurados (concluídos, em execução e a executar) o valor em esgotamento sanitário ultrapassa R$ 950 milhões.

Atualmente, existem 64 estações de tratamento de esgoto em operação, com 100% de tratamento do esgoto coletado. Há 8 estações em construção ou finalização da obra em pré-operação.

ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA A POPULAÇÃO

No fornecimento de água, para atender a demanda, a Sanesul diz produzir (captar, tratar e distribuir), em média, 10,5 bilhões de litros de água por mês para mais de 1 milhão e trezentos mil sul-mato-grossenses. Tendo para isso o apoio de 13 Estações de Tratamento de Água – ETAs em operação no Estado, e os poços que abastecimento em todas as cidades.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

A estatal diz que para que população entenda a importância do saneamento, promove ações de Mobilização Social e de Educação Ambiental em todos os municípios, sempre de modo preventivo, atuando nas escolas e comunidades. O objetivo, segundo a Sanesul, é mostrar os prejuízos que a falta de saneamento provoca como: a propagação de doenças devido ao esgoto a céu aberto; a poluição urbana com resíduos nas ruas; a poluição do meio ambiente com o descarte inadequado de esgoto em rios, córregos e cursos d’água; e as doenças causadas pela falta de tratamento da água. Um trabalho de conscientização de como tudo isso é facilmente evitado quando usamos as estruturas do saneamento disponíveis nas cidades”.