25 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Foragido

Segundo envolvido em assalto a delegado também é adolescente e está foragido

Um adolescente morreu ao tentar roubar o policial na Vila do Polonês

O adolescente Guilherme Alves dos Santos, de 17 anos, que morreu no início da noite da sexta-feira passada, ao tentar assaltar o delegado da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Rodrigo Yasssaka, agiu com apoio de um comparsa, identificado como sendo outro adolescente, também de 17 anos.

Nesta quarta-feira (27), o delegado Reginaldo Salomão, da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), informou que as investigações foram concluídas e que, apesar de já conhecido, o adolescente segue foragido. Prestaram apoio no trabalho equipes da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos) e da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e à Juventude).

“O inquérito policial identificou os dois suspeitos, menores de idade, responsáveis por praticar o crime de roubo majorado pelo uso de arma branca e pelo concurso de pessoas. Um dos menores faleceu no local, após ser atingido por dois disparos de arma de fogo em decorrência de intervenção policial”, afirma nota divulgada por Salomão.

Conforme já noticiado, Yassaka estava no interior de seu veículo na frente de casa, na Vila do Polonês. No momento em que sua filha entrou no veículo, o delegado foi abordado por dois ladrões, que o cercaram. Um deles chegou a abrir a porta do motorista, onde o policial estava, e, com uma faca, anunciou o crime. O outro assaltante tentou abrir a porta do passageiro, onde estava a filha do policial. O delegado efetuou dois disparos, atingindo Guilherme que não resistiu e morreu no local. O comparsa conseguiu escapar.