16 de maio de 2022
Campo Grande 21º 13º

DENÚNCIA

Técnicas denunciam 'manobra' em Campeonato da Funesp para beneficiar 'Everton Aquidauana'

Faltou ao confronto, mas acabou classificado, após "nota de esclarecimento" trazer entendimento contrário ao regulamento oficial

A- A+

O time ‘Quarteto S.A' denuncia que Marcos Ortega e Dantas Junior estão quebrando o regulamento para ‘encaixar’ o time ‘Everton Aquidauana’ como classificado para a próxima fase da 1ª Copa Campo Grande de Futebol Society/2022 — campeonato financiado com dinheiro público, por meio da Fundação Municipal de Esportes (Funesp), pasta na qual Marcos e Dantas são funcionários. 

Segundo a denúncia, o regulamento oficial foi modificado em 4 de abril, logo após o time ‘Everton Aquidauana’ ser desclassificado por WÓ — que ocorre quando uma equipe não comparece ao jogo.

A equipe ‘Everton Aquidauana’ faltou ao confronto com o time ‘Quarteto S.A’ (foto da capa) que deveria ter acontecido em 2 de abril no Estádio Elias Gadias.

“Fizeram essa nota aí adicionado ao regulamento oficial, mas a nota saiu depois, na segunda-feira [4.abr], dois dias após a equipe ‘Everton Aquidauana’ já ter sido desclassificada. Eles mudaram sem justificativa o regulamento, mas notamos que foi para beneficiar a equipe ‘Everton Aquidauana’”, disse Fernanda Kunzler à reportagem do MS Notícias. 

Fernanda é integrante da Comissão Técnica do time 'Quarteto S.A', ela explicou que o regulamento oficial apresentado no Congresso Técnico do Campeonato, que inclusive foi filmado em 24 de março, determinava que o time que perdesse por WÓ não poderia seguir no campeonato. Apesar disso, a nota adicionada posteriormente ao regulamento contraria tal afirmação. “Informa, contraditoriamente, ao estabelecido no Congresso Técnico, que a partir deste momento as equipes que sofrerem WÓ poderão continuar na competição”, aponta em documento adicionado como ‘Nota de Esclarecimento’. 

No vídeo enviado ao Portal, de fato, Marcos Ortega sustenta que o time que levasse um WÓ estaria fora da competição. Veja o vídeo: 

Em um documento encaminhado à organização da 1ª Copa, Fernanda Kunzler e Iranilda dos Santos, as Coordenaras Técnicas do “Quarteto S.A”, cobra o seguinte: “Exigimos retratação quanto a deliberação errônea no que confere nota e regulamento, e que nossa equipe continue na disputa da competição e se acaso perder, que seja em campo e não na caneta”, finalizam. Veja a íntegra do documento.

A organização da competição formada pela presidência do setor de Eventos Esportivos, definiu monocraticamente também que um placar de 1X0 resultante de uma partida de WÓ, não computa saldo de gol para a equipe que compareceu ao compromisso. Por isso, numa contagem final de pontos, mesmo tendo maior pontuação se somado com o ponto adquirido no WÓ, a equipe ‘Quarto S.A’ acabou não passando para a 2ª fase. No revés, o time “Everton Aquidauana” foi classificado. 

A reportagem procurou a Funesp que por meio de telefone apenas disse que Ortega só esterá na sexta-feira de manhã no local. Já Dantas Junior estava, mas de acordo com a Funesp, ocupado com uma reunião, de modo que não poderia atender a reportagem para oferecer seu posicionamento sobre a situação no Campeonato público.