24 de julho de 2024
Campo Grande 31ºC

'INÍCIO DO FIM'

Vidente prevê que o fim da humanidade começará em 2025

Mulher também previu tsunami, desastre de Chernobyl, 11 de setembro e a queda da União Soviética

A- A+

Nos tempos de rápidas mudanças e incertezas globais, as visões proféticas de Baba Vanga emergem como um fascinante ponto de interesse e especulação. Conhecida como a "Nostradamus dos Bálcãs", esta vidente búlgara deixou um legado de previsões que continuam a capturar a atenção pública.

Baba Vanga projetou um futuro sombrio, sugerindo que o início do fim da humanidade poderia acontecer em 2025, precedido por um grande conflito no continente europeu, conforme relatado pelo portal de notícias UOL. Este evento potencialmente resultaria em uma significativa diminuição populacional na Europa, enquanto o verdadeiro fim seria previsto para o ano 5079, marcado por um evento cósmico de proporções gigantescas.

Além disso, as visões de Baba Vanga avançam em detalhes, apontando 2028 como o ano em que a humanidade poderia alcançar Vênus em uma missão interplanetária em busca de novas fontes de energia. Isso reflete o crescente interesse humano em explorar e possivelmente colonizar outros planetas, diante dos desafios cada vez maiores enfrentados na Terra.

A vidente também previu que em 2033 o mundo enfrentaria uma crise ambiental severa, com o rápido derretimento dos polos levando a um aumento substancial no nível do mar, provocando mudanças significativas nas geografias e ecossistemas globais.

As previsões de Baba Vanga se estendem por séculos, incluindo previsões de contato com civilizações extraterrestres em 2130, uma devastadora seca global em 2170, uma guerra em Marte em 3005 e, por fim, a destruição da Terra no ano de 3797.

Nascida como Vangélia Pandeva Dimitrova, mais conhecida como Baba Vanga ou "Vó Wanga", sua vida é tão intrigante quanto suas previsões. Ela ganhou fama global por suas predições que aparentemente se realizaram ao longo dos anos. Durante os anos do regime comunista na Bulgária, enfrentou resistência, mas encontrou apoio inesperado de Lyudmila Jivkova, o que facilitou a criação do "Instituto de Sugestão" em Sófia para documentar suas visões.

É importante ressaltar que suas previsões não são detalhes explícitos dos eventos, mas muitas pessoas encontram paralelos entre suas descrições e eventos históricos significativos. Baba Vanga é lembrada por ter previsto eventos como o 11 de setembro, a queda da URSS, Chernobyl, a morte de Stalin e a princesa Diana, bem como o tsunami de 2004 na Ásia e o Brexit.

Seja lenda ou realidade, Baba Vanga continua a intrigar o público com suas visões do futuro, deixando um legado que perdura além de sua própria vida.