10 de abril de 2021
Campo Grande 35º 20º

Criança que nasce com microcefalia em Dourados pode ser 1º caso por contaminação de zika vírus em MS

O departamento de vigilância epidemiológica de Dourados - distante 228 quilômetros de Campo Grande - investiga caso suspeito de microcefalia por infecção do zika vírus, se confirmado, esse será primeiro registro do caso no Estado.

A suspeita surgiu após nascimento de criança no Município cuja mãe apresentou sintomas da doença causada pelo zika vírus no final da gestação. Conforme apurou site Dourados News, a mãe ainda gestante teria viajado para Roraiama e no retorno apresentou sintomas da doença.

O caso agora será investigado pela Vigilância Epidemiológica do Município que aguarda resultados de exames solicitados a laboratório particular da cidade.

O zika vírus tem assustados mulheres em todo Brasil, em especial gestantes, após surto de casos de microcefalia em Pernambuco. Nos últimos três meses, o Ministério da Saúde registrou 399 casos e por isso decretou sinal da alerta no Estado. Exames realizados em duas mães de bebês que nasceram com microcefalia detectaram presença do zika vírus, e por isso, há suspeita da relação entre contaminação com vírus e doença.

Depois do surto em Pernambuco, médicos da Soceidade Brasileira de Dengue e Arboviroses passaram a indicar mulheres a evitar gravidez neste momento por prevenção. Além da microcefalia, má formação congênita em que bebê nasce com tamanho de crânio reduzido, o que interfere nas suas atividades neurológicas ao longo dos anos, a doença causada pelo vírus zika, segundo alguns especialistas, pode acarretar sequelas em bebês como cegueira e surdez.

O vírus é transmitido também pelo mosquito Aedes Aegypti.