03 de dezembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

Festival cultural murtinhense é destaque no final de semana

Uma das agendas culturais que certamente vai figurar com grande destaque no próximo final de semana em Mato Grosso do Sul está garantida pela fronteiriça e hospitaleira Porto Murtinho. Às margens do Rio Paraguai, num dos flancos mais belos do Pantanal, a cidade realizará pela nona edição o seu Festival Internacional de Cultura e Turismo, com destaque para o já consagrado Desafio dos Touros e uma extensa e variada grade de atrações artístico-culturais cultivadas por brasileiros e paraguaios.

            A programação do festival vai começar às 19h30, na Praça José Barbosa de Souza Coelho, com três grupos locais capacitadas por projetos de inclusão social: a Banda Musical, a Orquestra de Violões e o Coral das Meninas Cantoras, além da Cia de Dança Urbana de Campo Grande; do grupo murtinhense de capoeira Escravos Brancos; a dupla Hugo & Rafaela; o Ballet Municipal da cidade paraguaia de Vallemy; o espetáculo de dança de Guia Lopes da Laguna; o Grupo Ibero-Americano de Folclore de Assunção, capital do Paraguai, uma apresentação (prévia) dos touros bandido e Encantado e o show com a cantora Duda Marques e sua banda.

            MAIS ARTES - No sábado, 14, a partir das 9h, na Praça Thomaz Larangeiras, o Projeto Cultura na Rua, com a Folia de Reis de Bodoquena e a Cia Dança Urbana. Às 11h, no Mercado do Produtor, almoço com o grupo regional Los Divinos. À tarde, mais Cultura na Rua, com os capoeiristas do Escravos Brancos, o grupo de dança paraguaio de Carmelo Peralta e o espetáculo teatral e circense “Viver e Amar”, da Curumins Cia. O festival prosseguirá às 18h, no Teatro Astério da Conceição, com a Banda Municipal de Porto Murtinho e o Grupo de Dança de Vallemy.

            Em seguida, na Praça José Barbosa Coelho, apresentam-se Los Divinos, a Orquestra de Violões de São Gonçalo (de Amambai), a Colônia Paraguaia de Campo Grande, o músico Luiz Gaúna, os dançarinos de Carmelo Peralta, o Ibero-Americano de Folclore e o tão esperado desafio dos touros Bandido e Encantado, uma disputa eletrizante que acontece todos os anos. Também se apresentarão os alunos e alunas do Projeto Ritmo e Movimento, da Escola Estadual José Bonifácio. Para fechar o festival, as apresentações de outros pratas-da-casa, a cantora Vanessa Ayala e a dupla Tony & Alberto.

            Quem for a Porto Murtinho antes de chegar já terá razões especipais para gostar do programa. A viagem pelos 438 km que separam a cidade fronteiriça de Campo Grande pode ser feita a partir da BR262, por Aquidauana, ou pela BR-060, por Sidrolândia, ambas fazendo conexão com a BR-267. Em qualquer uma das rotas o viajante atravessará magníficas serras e terá contato com cenários de incríveis belezas naturais do Cerrado e do Pantanal. As rodovias, sobretudo a BR-267, estão em bom estado e os trechos que mais sofreram desgastes foram quase totalmente recuperados e sinalizados.

Edson Moraes, especial para o MS Notícias