24 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 21º

Novo poço da Sanesul em Sidrolândia está pronto para ser ativado

Provavelmente ainda na primeira quinzena de janeiro, a Sanesul espera colocar em funcionamento seu 8º poço, perfurado em frente do Parque Nascente do Vacaria, para o abastecimento de Sidrolândia que será reforçado com mais 50 mil litros de água por hora.

A adutora já está pronta e falta apenas a instalação da parte elétrica para garantir o bombeamento desta vazão até o reservatório na Rua Mato Grosso.  Como este poço teve uma produção 62% abaixo da prevista inicialmente, a estatal planeja para 2014 a perfuração de mais outros, um deles na região do Bairro São Bento, o que pode livrar a população do risco de sofrer com novos racionamentos de água.

Segundo o gerente do escritório local da empresa, Marcelo Piel, em 2014 a estatal vai investir R$ 2,7 milhões (recursos próprios e do Programa de Aceleração do Crescimento) na construção de dois reservatórios (cada um com capacidade para armazenar 150 mil litros por hora) de mais dois poços, além de substituir a tubulação de parte da rede de água atual que apresenta muitos problemas de vazamento.

O poço do Sol Nascente começou a ser perfurado em agosto com expectativa de produzir 80 mil litros de água por hora.  O que se pretendia, era livrar o abastecimento da cidade do superpoço da Rua Espírito Santo que até bem pouco tempo era responsável por 60% da produção da rede de abastecimento de Sidrolândia.

Quando foi iniciada a perfuração deste poço do Sol Nascente havia expectativa de que tivesse em condições de entrar em operação num prazo de 40 dias. O serviço atrasou porque antes de chegar aos 200 metros de profundidade (metade da do superpoço da Rua Espírito Santo) no arenito, atingiu-se uma camada intermediária de 30 centímetros de basalto, rocha bem mais resistente que exigiu outros equipamentos para atravessá-la.

A Sanesul vai perfurar mais um poço, para então, fazer reparos no superpoço da  Espírito Santo, que teve sua produção reduzida de 185 para 102 mil litros de água por hora, depois que três bombas queimaram num intervalo de quatro meses, além de vir a superfície areia misturada a água.

Região News