20 de outubro de 2020
Campo Grande 30º 21º

Porto Murtinho abre ano letivo com expectativa de novas conquistas

Além de avanços já consolidados no ano passado - como o piso salarial nacional e um terço da hora-atividade para os educadores -, a administração de Porto Murtinho trabalha por novas conquistas no aprimoramento da política pública de ensino. Este foi o compromisso reforçado na noite de quarta-feira (05/02), na abertura oficial do ano letivo da Rede Municipal de Ensino, pelo prefeito Heitor Miranda dos Santos (PT) e a secretária municipal de Educação, Maria Donizete. Na entrada do cinema, singelas e encantadoras lembranças eram distribuídas a quem chegava. No palco, as belíssimas apresentaçções da Banda Municipal de Porto Murtinho e do Ballet Municipal de Vallemi encantaram o público. Nos microfones, todas as manifestações destacaram as conquistas da educação murtinhense e deram igual ênfase aos desafios que ainda precisam ser vencidos. Zunilda Lopes, presidente do Conselho Municipal de Educação, falou dos avanços do Brasil nos últimos anos, citando iniciativas como o Fundef, o Fundeb, os esforços para erradicação do analfabetismo e defendeu a qualidade de ensino em todos os niveis.AVANÇOS - A presidenta do Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação (Sinted), Ana Maria Oliveira, destacou o sucesso em reivindicações pontuais do Magistério, mas enfatizou ser preciso atender bandeiras legítimas dos servidores administrativos. A sindicalista fez questão de acentuar que os avanços obtidos até agora nas questões salariias e na melhoria das condições de trabalho se devem à luta constante da categoria junto aos gestores do Município. "Avançamos, sim, mas ainda temos outras lutas, como a melhoria do teto salarial", salientou Ana maria. Professora e vereadora licenciada, a secretária Maria Donizete ressaltou seu orgulho em fazer parte de uma classe de educadores que se supera a cada dia e garante a Porto Murtinho um sistema de acesso ao conhecimento democrático, eficiente e de alta resolução. Ressalvou que nem tudo são flores e que as falhas do ano passado não se repetirão. "Temos que comemorar os avanços, porém o mais importante é reconhecer que cometemos falhas e que precisamos consertar o que erramos. É o que estamos fazendo, num trabalho coletivo", afirmou.  Antes de concluir, disse que teve todo apoio da administração para que fossem garantidas as melhorias efetivadas e que confia na capacidade do quadro de educadores e administrativos. O vereador Fábio Santos (PT) representou a Câmara Municipal e enalteceu o papel dos educadores e de todos os funcionários da área. Fez questão de lembrar que o prefeito Heitor Miranda herdou da gestão anterior um orçamento que não fez reserva financeira para pagar as melhorias salariais do Magistério. Para honrar essa dívida, o atual prefeito teve que sacrificar outros investimentos. "Este sacrifício, porém, valeu e sempre valerá a pena, porque a Educação é a forma mais ampla e mais correta de inclusão social'. PAUTAS VITORIOSAS - O prefeito disse ter sido contemplado com todos os discursos, assinalando que o piso nacional e a hora-atividade são pautas vitoriosas pela luta dos trabalhadores e que sua administração nada mais fez que cumprir um item programático. "Queremos e precisamos ir mais além. E vamos", avisou Heitor, informando que já está em busca de investimentos, programas e ações para modernizar o sistema de ensino em todos os níveis, da educação infantil ao terceiro grau. "Se eu quero exigir um ensino de qualidade, eu tenho que por à disposição dos educadores a estrutura necessária, com melhor condição de trabalho, tecnologia, capacitação, valorização salarial e assegurar um item importante: a interlocução com a categoria, o que vem sendo feito de forma aberta e respeitosa", concluiu. Edson Moraes, especial para o MS Notícias