07 de agosto de 2020
São Paulo 39º 24º
RESPEITO À VIDA RAMAL ASSEMBLEIA

Ministério da Saúde amplia idade máxima para doação de sangue

doesanguedoevida1

A partir de agora, a idade máxima para doação de sangue será de 69 anos de idade, como já é feito em países como França, Espanha e Estados Unidos. A medida do Ministério da Saúde amplia em dois milhões o público potencial de doadores. Antes, a faixa etária era restrita dos 16 aos 67 anos.

A realização do teste NAT (teste de ácido nucléico) também será obrigatória em todas as bolsas de sangue coletadas em todo o país. O teste que detecta a presença dos vírus HIV e da Hepatite C no momento da coleta reduz a chamada “janela imunológica” para a identificação mais rápida destes vírus.

No Brasil, são coletadas 3,6 milhões de bolsas por ano. O valor está dentro do recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde), mas atinge apenas metade da meta do Ministério da Saúde. Em 2012, o a idade mínima para doação foi reduzida de 18 para 16 anos (com autorização do responsável).

Para doar sangue é necessário levar um documento oficial com foto, como a carteira de identidade ou de motorista, estar bem alimentado e pesar mais de 55 kg.

Em Campo Grande, é possível doar no Hemosul, na Santa Casa, no Hospital Universitário e no Hospital Regional. No interior, há unidades de coleta em Dourados, Ponta Porã, Corumbá, Três Lagoas e Paranaíba.

Serviço: O Hemosul fica localizado na avenida Fernando Côrrea da Costa, 1.304. O horário de atendimento é das 7h às 17h30, de segunda-feira a sexta-feira, e aos sábados, das 7h às 12h. Mais informações pelo telefone: (67) 3312-1500.

Diana Christie