29 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 20º

Policiais Civis dizem que querem um trabalho com condições mais dignas

De acordo com presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), Adriano Barbosa, esse descaso acontece em todo Estado. “Está faltando uma política séria para a segurança pública, com as condições que os policiais estão trabalhando é desmotivadora e o Estado não se preocupa em resolver os problemas”, Disse Barbosa. O presidente do sindicato também relata que os policiais estão se aposentando e o governo não está repondo. “ A Polícia Civil de  Mato Grosso do Sul está com um desfalque de mil homens, contando apenas com 1400 policiais, quando o certo seria ter 2400” explica. Segundo Barbosa, a PC (Polícia Civil) do Estado é muito eficiente, o que falta são as condições de trabalho. “ Somos eficientes, estamos há 4 anos pedindo boas condições de trabalho e ninguém nos ouve. Dessa forma, com péssimas formas de trabalhar, muitos civis acabam ficando frustrados e não temos um acompanhamento psicológico”. Policiais também reclamam das viaturas, a grande maioria estão estragadas. “Não arrumam, não compram novos carros. Há pouco tempo atrás, no Cepol, tinha apenas 1 viatura para 5 delegacias. Ou seja, o policial pega o próprio carro particular para ir até as ocorrências, ou as investigações ficam paradas. Sem dizer que  as condições das viaturas que nos restam, algumas com cheiro forte de combustível, um grande perigo para os policiais”, disse Adriano. “Esperamos que o Governo Estadual nos respeitem, dando boas condições de trabalho, equipamentos para investigação, porque quem sofre com isso também é a sociedade. Que nos cobram, mas muitas vezes não temos como atende-los devido aos problemas que estamos enfrentando. Força de vontade nos temos. Os governantes esquecem que nas delegacias não ficam só os policiais e sim que também são abertas ao público”, finaliza Barbosa.   Anna Gomes