01 de agosto de 2021
Campo Grande 27º 13º

Com mais de 3 horas de espera, população têm dificuldade para emitir RG em Campo Grande

A- A+

Fugindo do principal objetivo que era diminuir as filas, a implantação do agendamento eletrônico para expedição de Carteira de Identidade de primeira e segunda emissão vem gerando tumulto entre a população campo-grandense. Na manhã de hoje, diversas pessoas estavam reclamando até mesmo da falta de informação por meio dos responsáveis pela emissão.

“É um absurdo, a minha emissão do RG estava agendada para acontecer no shopping 26 de agosto e ninguém me informou que o prédio estava passando por reformas e que a emissão seria realizada aqui no Pátio Central. Já que ligar para todos geraria tumulto e ficaria caro, seria necessário eles colocarem um informativo na televisão, meu horário estava marcado para 10h, se eu deixasse para último hora, chegaria no local errado e perderia a emissão, tendo que adiar para mais 3 meses, isso é uma falta de consideração com toda a população”, afirma a autônoma Maria Aparecida.

Maria estava acompanhada de um cadeirante e ressaltou que o agendamento de horário causa transtorno já que a emissão é feita por ordem de chegada. “Pra que agendar horário se o RG é feito por ordem de chegada? Muita coisa não faz sentido aqui. Tem gente que chega 8h da manhã e até às 11h não recebe atendimento, esse agendamento só piorou tudo”, destaca Maria Aparecida.

Revoltada com a demora, a doméstica Maria da Penha afirmou que a equipe responsável pela emissão do RG não recebeu treinamento suficiente para prestar atendimento ao público. “Eles estão fazendo o treinamento atendendo a população, tem atendimento que demora uma hora e meia por pessoa, como é possível demorar tanto assim para emitir um documento? Cadê a agilidade que foi prometida na hora de implementar esse agendamento eletrônico? É um absurdo tudo que está acontecendo, é um descaso com a população”.

Para fazer o agendamento, o cidadão precisa acessar o site da Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) e se cadastrar, sendo designado com data e hora marcada para comparecer ao posto de identificação para emissão do RG. Segundo Maria da Penha, alguns agendamentos demoram cerca de 2 a 3 meses. “Tem pessoas que demoram 3 meses para conseguir atendimento, isso mostra que não existe agilidade nenhuma nesse programa”.

A reportagem do MS notícias que esteve no local tentou conversar com os responsáveis pelo posto de atendimento, mas foi informada de que eles não poderiam conversar com a imprensa.

Dany Nascimento