26 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Após revolta de produtor, audiência pública é proposta para solucionar problemas com Enersul em MS

Um clima de descontentamento tomou conta do plenário da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), com o discurso revoltante do produtor rural Luiz Henrique Faraco, que ressaltou ter 19 vacas leiteiras com mastite e produção de leite diminuída pela metade, devido à falta de energia em sua propriedade rural, que fica distante 30 km de Campo Grande.

Luiz Henrique explicou que faltou energia em sua propriedade no último sábado, solicitando diversas vezes o atendimento da Enersul no local, mas segundo o produtor, a atendente recusou deslocar uma equipe até sua propriedade devido a distância. “A atendente disse que no sistema dizia que o problema tinha sido solucionado e que não tinha equipe para mandar até o local. O problema continuou, e eu fiquei ligando insistentemente e um técnico foi ao local às 2h30 da manhã e me disse que a peça que era necessária para fazer o conserto não tinha no carro, fazendo uma gambiarra na minha energia. Agora eu fico me perguntando, até quando vou ficar utilizando uma energia através de uma gambiarra?”.

Cansado de se deparar com a situação, que ocorre até quatro vezes por mês, Luiz decidiu mover uma ação judicial contra a empresa. “Eu não sou o único que passa por isso naquela região, estamos tendo prejuízos com isso. Quero a atenção de todos os parlamentares, pois isso é uma falta de respeito porque eu pago minhas contas, se fosse para cortar minha luz, a equipe estaria no local cedo, mas como não era de interesse da empresa, eles fornecem o serviço quando lhes convém”, ressalta o produtor.

Agradecendo o produtor por fazer uso da palavra e comunicar os deputados sobre o fato, o presidente da ALMS, Jerson Domingos (PMDB) afirmou que uma audiência deve ser realizada para ouvir o lado da Enersul. “Obrigado por trazer este problema até essa casa, mas temos que ouvir o que a empresa tem q dizer a respeito disso e eu proponho que uma audiência pública seja realizada, com intuito de resolver esse tipo de problema”.

Ressaltando a realização de uma audiência, o deputado Marquinhos Trad (PMDB) que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor da Casa de Leis, afirma que a Enersul deve oferecer um serviço de qualidade. “Vamos realizar uma audiência sim, temos que debater este problema, afinal a Enersul tem que prestar um serviço excelente, porque se não tem equipe para atender uma propriedade que fica distante 30 km da Capital , imagina como fica a situação dos municípios que contam com esse serviço”.

Dany Nascimento