20 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

Base do prefeito critica postura da oposição sobre salários dos servidores

Os vereadores da base aliada ao prefeito Alcides Bernal (PP) criticaram as reclamações feitas por causa da demora no pagamento dos servidores municipais. “É falta do que falar. Estão querendo causar um desgaste em cima da administração. As pessoas se preocupam com pouca coisa”, declarou o vereador Cazuza (PP).

O dinheiro que costuma sair no primeiro dia útil do mês, saiu apenas ontem devido a um erro cometido por uma funcionária da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) que efetuou um pagamento de precatório, no valor de R$ 16 mil antes de outros débitos, levando o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) a bloquear as contas da prefeitura.

Segundo a vereadora Luiza Ribeiro (PPS), o prefeito sofre bastante pressão porque é o seu primeiro mandato da mesma forma que, de acordo com ela, aconteceu com o governador André Puccinelli (PMDB) quando era prefeito da Capital. “O Bernal vai ser mais criticado que os demais. O André quando entrou na prefeitura também foi muito criticado. Mas a crítica é importante, ajuda a gente a ir para frente”.

O vereador Paulo Pedra (PDT) vai mais longe e aproveita para criticar o ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB) que, segundo ele, nunca enviou projetos para aumentar o salário da classe trabalhadora. “Isso acontece. Nunca teve isso na administração do Nelsinho, mas também nunca teve aumento para o servidor. A Câmara não votava projeto de aumento”, alfinetou.

Diana Christie