28 de novembro de 2020
Campo Grande 36º 23º

CÚPULA

Bolsonaro nomeia subordinado de Ramagem para diretor-geral da PF

Presidente escolheu o delegado Rolando Alexandre de Souza para o cargo

O presidente Jair Bolsonaro nomeou o delegado Rolando Alexandre de Souza para ser o novo diretor-geral da Polícia Federal. A nomeação saiu em edição extra do Diário Oficial de hoje, 2ªfeira (4.maio).  Atual secretário de Planejamento da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Souza era subordinado a Alexandre Ramagem. Ele tem o apoio do diretor-geral da Abin para ocupar o cargo na Polícia Federal.

A escolha de Rolando ocorre após o ministro Alexandre de Moraes (STF) ter barrado o nome de Alexandre Ramagem, amigo da família Bolsonaro, para o comando da PF.

A escolha é vista internamente como uma medida temporária. O presidente ainda tem esperança de encontrar uma saída para nomear o amigo de sua família para o cargo máximo da PF.

O comando da PF foi o estopim para a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça. Bolsonaro demitiu Maurício Valeixo, escolhido por Moro, da diretoria-geral da PF. Moro deixou o cargo acusando Bolsonaro de querer interferir na atuação da PF. 

No domingo, presidente mandou um recado ao STF: "Peço a Deus que não tenhamos problemas essa semana, Chegamos no limite, não tem mais conversa, daqui pra frente, não só exigiremos, faremos cumprir a Constituição, ela será cumprida a qualquer preço, e ela tem dupla mão", disse, durante manifestação pró-golpe em Brasília. 

Fonte: O Globo.